Tamanho do texto

A participante da sétima edição do reality show e o namorado, Fernando Justin, ainda revelam seus favoritos ao prêmio: “Temos certo carinho pela Fani”

O casal  Flávia Vianna e Fernando Justin , junto desde 2007, quando participou do “Big Brother Brasil 7”, não esconde seu preferido na edição deste ano, que conta com novos e antigos confinados. Em entrevista ao iG Gente , durante a estreia da peça “Pirou?”, na noite desta quinta-feira (10), em São Paulo, os dois revelaram sua torcida. “Temos certo carinho pela Fani , por ter feito parte do mesmo ‘ BBB ’ que a gente. Mas também gosto muito do Dhomini ”, comentou Justin. “Achei genial o Dhomini ter entrado, porque é um jogador de peso. Mas tem a Fani que é do nosso ‘BBB’, e a Natália que é minha amiga”, completou Flávia.

Siga o Twitter do iG Gente e acompanhe as notícias dos famosos

A ex-BBB acredita, aliás, que os participantes que ganharam uma nova chance no programa tem que aproveitá-la ao máximo e chamar a atenção do público. “A Natália está quietinha ainda, né? Mas tem que se revelar! Cá entre nós, já que entrou novamente, ‘toca fogo’ naquela casa, porque é o que o público espera. Porque não vai ter quarta vez. Ela já entrou na sétima edição, tentou na décima e agora está nesta. Meu bem, se ela não ‘tocar fogo’ agora, não ‘toca’ nunca mais!”, opinou ela.

Acompanhe no iG tudo o que acontece no BBB13

Flávia, que atualmente participou de um curta intitulado “Amor” e fará audição para um musical que prefere ainda não revelar o nome, fugiu ao ser questionada se toparia voltar ao reality show, caso fosse selecionada. “Será? O Boninho não seria maluco de me por junto com aquela galera, ia derrubar a casa (risos)”, brincou a ex-sister. Já Fernando, que está trabalhando em uma multinacional, acha que retornar ao “BBB” seria um retrocesso. “Sinceramente, acho que hoje não, hoje meu foco não é esse. Estou de volta ao mundo corporativo, acho que daria uma regredida. Apesar de que, financeiramente falando, seria muito bacana, não posso ser hipócrita. Mas acho que dificilmente voltaria”, concluiu.