Tamanho do texto

Luigi Baricelli registrou a ventania que atingiu a Flórida nesta sexta-feira (7); confira o que outros famosos que estão por lá falaram sobre o furacão

A chegada do furacão Matthew nos Estados Unidos nesta sexta-feira (7) deixou muita gente apreensiva. Famosos que moram no estado da Flórida usaram as redes sociais para atualizar os seguidores sobre a situação no país e também acalmaram os seguidores mais preocupados com o seu estado de saúde.

LEIA MAIS: Na Flórida, Larissa Manoela tranquiliza fãs sobre furacão: "Estamos bem"

Famosos falam sobre a chegada do furacão Matthew:
Reprodução/Instagram
Famosos falam sobre a chegada do furacão Matthew: "Ventos foram fortes", diz Luigi Baricelli em vídeo


Luigi Baricelli gravou um vídeo diretamente do quintal de sua casa, que fica próxima a Orlando, na Flórida . O ator registrou os ventos fortes causados pelo furacão Matthew  e afirmou que já presenciou ventanias mais potentes na região em que mora. "Madruga tranquila! Choveu bastante, mas sem intensidade. Os ventos foram fortes, mas já tivemos tempestades bem mais fortes", declarou o ator. 

O ator aproveitou o registro para tranquilizar amigos e familiares sobre o seu estado. "Está ventando muito, chovendo um pouco, mas já passamos por tempestades piores. Até que não está sendo uma grande tempestade. A noite inteira chovendo e a noite inteira também ventando bastante. Estamos em casa ainda porque eu estou no toque de recolher então vou ficar por aqui mesmo. Esse é o máximo de vento que teve durante a madrugada. Acompanhei o tempo todo", diz.

O ator conta que fez mudanças na estrutura da casa para evitar acidentes. "Retiramos toda essa área de pátio, de varando, todos os móveis que poderiam voar para dentro de casa porque poderia. Está sendo supertranquilo, eu queria tranquilizar todo mundo aí que estava preocupado com o Matthew aqui no Central Flórida. Vento forte, claro, que não deveria ter, ventão", diz Baricelli.


Há um ano e meio vivendo em Orlando, a jornalista Patricia Maldonado também falou sobre os momentos de tensão após a chegada do furacão. Mãe de duas filhas, a apresentadora contou que as aulas das crianças foram suspensas. "Elas acordaram achando divertido um 'feriado' no meio da semana. Nós acordamos tensos. Elas queriam ficar na cama vendo desenho e nós loucos pra levantar, desmontar os móveis do quintal (que correm o risco de voar com o furacão), recolher documentos (temos que separar tudo que não pode ser perdido numa eventualidade e colocar num saquinho), deixar uma mala de roupa preparada (caso tenhamos que sair as pressas)", disse.


De acordo com a jornalista, a família estocou alimentos e água e está dormindo no corredor dos quartos, onde não há janelas, para evitar acidentes com árvores. "Confesso que, dessa vez, não estou tão tranquila. Claro que não quero apavorá-las, mas como mãe me preocupo sim com tudo que está acontecendo", desabafa. "Há quem diga que os americanos são exagerados e que tudo não vai passar de uma chuva forte. Da minha parte, como não sou meteorologista e nem tenho experiência no assunto, prefiro não achar nada. Prefiro me preparar e pedir a Deus que cuide da gente!".

LEIA MAIS: Furacão Matthew chega aos Estados Unidos e deixa 225 mil pessoas sem luz

Larissa Manoela também está na Flórida em uma viagem feita com os pais e o namorado, João Guilherme.  A atriz do SBT gravou um vídeo para tranquilizar os seus seguidores e disse que está fora de perigo. "Estou com a Simone e o André. A gente está aqui para tranquilizar todos vocês e dizer que estamos em casa. Hoje foi dia de sair um pouquinho para fazer compras mas a gente está bem, chegamos super bem. A gente só tem a agradecer pela preocupação e dizer que estamos super bem. Obrigada pela preocupação", disse.

A atriz Reese Witherspoon demonstrou preocupação com as vítimas do furacão e fez um post em seu perfil no Instagram. "Rezando por todos no Caribe que estão lidando com esse terrível furacão Matthew. Fiquem em segurança", escreveu a atriz.


O furacão

O furacão Matthew chegou na manhã de desta sexta-feira à costa da Flórida, com ventos de até 210 quilômetros por hora. Os ventos atingiram transformadores de energia elétrica, deixando 225 mil pessoas sem eletricidade. As autoridades estão divulgando sucessivos avisos para que as pessoas saiam das áreas de risco e procurem imediatamente abrigo.