Tamanho do texto

Deborah Secco fala sobre relação com nudez e relembra papel de Bruna Surfistinha: "Oportunidade que talvez não tenha nunca mais"

Deborah Secco é a convidada deste domingo (25) no "Programa com Bial", novo programa de Pedro Bial no GNT. Durante o bate-papo, a atriz relembrou o início da carreira e falou sobre ter sido considerada um símbolo sexual logo aos 19 anos, quando posou pela primeira vez para a "Playboy" em 1999.

Deborah Secco fala sobre dificuldades na maternidade: "Chego exausta pra gravar"

Deborah Secco
Reprodução/Instagram
Deborah Secco


De acordo com Deborah Secco , na época, ela ainda não tinha consciência da proporção de um ensaio nu, e decidiu fazer pelo cachê irrecusável. "Foi uma decisão pura e exclusivamente financeira. Venho de uma família humilde e aquele dinheiro mudaria a minha vida radicalmente. Sempre pensava que a minha carreira podia dar certo, mas, e se não desse? Esse dinheiro já me dava uma casa própria e a condição de pagar a minha faculdade”, explica a atriz .

Deborah Secco na capa da
Divulgação/Playboy
Deborah Secco na capa da "Playboy" em 1999

Deborah conta também que enfrentava problemas para lidar com a nudez no início da carreira, mas que hoje já encara com naturalidade. "A nudez virou quase que uma roupa. Hoje, posso falar que não fico desconfortável nua e, para mim, é comum andar em casa sem roupa. O mundo seria melhor se isso não fosse um tabu", afirma a mãe de Maria Flor , que recentemente protagonizou um ensaio sensual feito totalmente sem photoshop ao lado de outras famosas .

Filme com nudez

"A personagem Bruna Surfistinha  [do filme homônimo] facilitou o costume com as cenas sem roupa. Durante as gravações, tive que ter um desapego total, eram muitos figurantes, muitos homens e nem conseguia cumprimentar direito todos eles", recorda. Sobre o filme, a atriz relembra com saudosismo o papel e fala sobre a importância dele em sua carreira. "Queria muito fazer um filme com uma personagem densa. Para mulheres, é muito rara essa oportunidade e os personagens masculinos são sempre melhores. Estava ali tendo uma oportunidade que talvez não tenha nunca mais".

Conheça Hugo Moura, namorado e pai de filha de Deborah Secco

Para construir o personagem de uma garota de proprama, Deborah conta que passou uma semana em uma casa de prostituição, dormiu na cama das profissionais e pôde trocar experiências com as garotas de programa. "Ficou a capacidade de enxergar o próximo sem julgamento. Conheci ali pessoas que não fizeram mal a ninguém, além delas próprias. Hoje, olho para qualquer ser humano e digo que não posso julgar, porque não vivi o que ele viveu”, declara.

A participação de Deborah Secco no "Programa com Bial" vai ao ar neste domingo (25), às 21h, no canal GNT. 

Pedro Bial entrevista Deborah Secco
Eliana Rodrigues / Divulgação GNT
Pedro Bial entrevista Deborah Secco