Tamanho do texto

Jim Carrey teria comprado as pílulas que mataram a ex, Cathriona White. As informações são do site americano TMZ

De acordo com o site norte-americano “TMZ”, o ator e humorista Jim Carrey está sendo acusado de facilitar a compra das pílulas que teriam matado a maquiadora irlandesa Cathriona White, ex do ator. O processo está sendo movido pelo ex-marido da moça.

+ Suzana Alves celebra dois meses do primeiro herdeiro

Jim Carrey está sendo acusado de facilitar a compra de pílulas que causaram a morte da ex-namorada, Cathriona White
Getty Images
Jim Carrey está sendo acusado de facilitar a compra de pílulas que causaram a morte da ex-namorada, Cathriona White

Ainda de acordo com o site, três drogas – Zolpidem (Ambien), Propanolol e Oxicodona (Percocet) – foram encontradas em um frasco com o nome de Arthur King. A publicação afirma que esse seria o pseudônimo de Jim Carrey. O site também lembra que, na Califórnia, é ilegal obter prescrição médica com um nome que não seja verdadeiro.

+ Leandra Leal comemora reprise:  “É hoje que as Empreguetes estão de volta "

O processo afirma que cerca de três ou quatro dias antes do óbito da moça, o ator teria entregado o frasco com as medicações a ela. Há também a afirmação de que Jim Carrey teria tentado obstruir a justiça e confundir as investigações logo após a morte da maquiadora, mandando-lhe uma mensagem de texto afirmando que havia trocado as medicações, ou afirmando que ela fez uso das pílulas sem o seu consentimento.

+ Modelo que já foi plus size participa de concurso da Mega Model

O autor do processo também diz que o ator sabia que a namorada tinha depressão e que já havia tentado cometer suicídio no ano passado.