Tamanho do texto

Atriz falou pela 1ª vez da trágica morte do amigo e colega de cena em "Velho Chico" em entrevista ao "Fantástico": "É duro você ser testemunha disso"

Muito emocionada e ainda visivelmente comovida por tudo pelo que passou, a atriz Camila Pitanga concedeu uma entrevista exclusiva à jornalista Sônia Bridi que foi exibida na noite deste domingo (18) pelo Fantástico, da rede Globo. Foi a primeira vez que a atriz se pronunciou publicamente a respeito do mergulho no rio São Francisco que culminou na morte do ator Domingos Montagner na última quinta-feira (15)

+ Vídeo mostra Camila Pitanga em desespero após afogamento de Domingos Montagner

A atriz Camila Pitanga em entrevista ao Fantástico
Reprodução/Twitter
A atriz Camila Pitanga em entrevista ao Fantástico

"Ele me salvou. Eu acho que ele sabia o que estava acontecendo e me deu a oportunidade de viver", relatou entre lágrimas a atriz a uma pensativa Sônia Bridi. Instigada pela repórter, Camila Pitanga tentou restituir as cenas daquela fatídica quinta-feira. "A gente meio que tinha combinado com o Gabriel (o ator Gabriel Leone com quem gravaram cenas naquele dia) de ir tomar o banho no rio. A Lucy não podia e acabou calhando de irmos só nos dois", recorda a atriz. "O motorista não era da região e o lugar ali (onde se propuseram a nadar) parecia tranquilo. Ele ainda perguntou: 'será que a gente pergunta?'. Pensamos que era melhor não. Até porque com ator tudo vira um acontecimento e eu e o Domingos queríamos ser muito objetivos".

+ Magnético em cena, Domingos Montagner era reservado e tímido no dia a dia

Camila Pitanga
Reprodução/Twitter
Camila Pitanga

A intérprete de Tereza em "Velho Chico" lembra que Domingos subiu em uma pedra e logo mergulhou. "Olha que maravilhoso", erla lembra dele ter observado. Ela hesitou em dar o mergulho. "Sou mais medrosa", justificou.  "Tinha umas pedras", recorda Camila. Eles nadaram para tentar voltar a outro ponto. A correnteza parecia suave. "Eu não tava tendo noção do que estava acontecendo", reporta a atriz ao tentar recriar os fatos. "Vi que ele não nadava e que estava muito assustado", conta já embargando a voz.

Ela contou que voltou à água e foi ajudá-lo. Tocou em seu antebraço dizendo: "Domingos, aqui tá tranquilo, vem". O amigo  retrucou: "Cá, eu não estou conseguindo". "Então boia", orientou a atriz. Mas ele não conseguia, "então comecei a gritar socorro. Foi quando ele submergiu a primeira vez. Aí eu entendi o que estava acontecendo".

Momentos de desespero

A atriz conta que é muito difícil reviver essas memórias. "Eu dizia eu vô (tentar resgatá-lo) e alguam coisa me dizia 'não vai'. Eu griatava, me desesperava", recorda a atriz que dizia ver dois barcos nas intermiações, mas nenhuma resposta vinha a seus apelos e berros de socorro. 

Praia, rio ou cachoeira: conheça alguns destinos traiçoeiros

"Alguma coisa devia tá prendendo a perna dele", teoriza a atriz. "Queria salva o meu amigo. Pensei na minha filha. Ele sumiu", relata de forma fragmentada a sucessão de segundos a atriz que acredita que Domingos sabia o que estava acontecendo e foi generoso com ela lhe devolvendo a chance de viver. "Eu acho que ele sabia o que tava acontecendo e ele me deu a oportunidade de viver". 


A cena que fica

Camila Pitanga diz que foi muito difícil relatar o ocorrido para a família, para a mulher de Domingos. "É duro você ser testemunha disso". A atriz, que disse que retorna às gravações de "Velho Chico" para assim como todo o elenco homenagear Domingos, escolheu a última cena que fez junto com o ator como aquela que fica na memória como algo especial. "Acho que foi o Gabriel que disse ela poderia ser o final da novela com cada um de nós segurando uma letra do fim".

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.