Tamanho do texto

Autor falou sobre críticas que recebeu do jornalista, como faz para escrever novelas de audiência e sua cobrança consigo mesmo para um bom trabalho

Aguinaldo Silva retomou mais uma vez a polêmica com José Luiz Datena. O autor da Rede Globo criticou duramente programas policiais, como o “Brasil Urgente”, em uma entrevista. Em seguida, Datena rebateu as críticas de Aguinaldo. Agora, em entrevista ao "Programa Amaury Jr"., da RedeTV!, que foi ao ar na madrugada deste sábado (10), ele comentou o caso.

 +  Aguinaldo Silva anuncia data de estreia de sua nova novela e volta ao realismo fantástico

Aguinaldo Silva concedeu entrevista ao
Divulgação/RedeTV!
Aguinaldo Silva concedeu entrevista ao "Programa Amaury Jr."

“Ele é que teve um desentendimento comigo, porque perguntaram o que eu achava de programas policiais e eu dei minha opinião, de que esses programas têm características meio fake, meio ficção. (...) Não falei do Datena especialmente, falei do gênero, e ele tomou as dores, falou coisas desagradáveis a meu respeito, porque o Datena é um homem passional. Mas eu adoro o Datena, acho ele um fofo”, afirmou Aguinaldo Silva .

Tarcísio Meira e Vera Holtz formam "casal do mal" em novela das 21h; saiba mais

O escritor responsável por novelas de sucesso como "Tieta" (1989), "Senhora do Destino" (2004) e "Império" (2014) também falou que sente uma necessidade de se provar como autor. "Preciso provar para mim mesmo que estou vivo e só estou vivo se continuar fazendo novelas que realmente valham a pena”. Ele também diz que trata cada obra como se fossa a primeira. 

Novelas da Globo dos anos 2000 que mexeram com o público

O autor comentou o fato de ter que mudar ideias pré-concebidas para uma novela conforme seu desenrolar: "O que a novela quer ou precisa é ter audiência. Você precisa agradar ao público, precisa saber o que o telespectador quer ver (...) Como a novela é uma obra aberta, você vai escrevendo à medida que ela vai pro ar, fica mais fácil de conduzir esse mecanismo que atrai mais facilmente o telespectador, mas é complicado. Às vezes você gosta mais de uma história, de um personagem, e descobre que o público não gosta. E aí é preciso deixá-lo de lado, esquecer um pouco...Quem manda é a audiência”. 

Claudia Raia será dona de posto cercada de frentistas gatos em "A Lei do Amor"

Aguinaldo Silva falou ainda sobre a declaração que fez uma vez de que nunca exibiria um beijo entre duas pessoas do mesmo sexo em suas novelas. “Quando escrevo uma novela, a primeira coisa que eu penso é o que minha mãe iria achar disso. Embora já tenha morrido há muitos anos, minha mãe é minha grande telespectadora, então não escrevo nada que a deixaria chocada. (...) Eu evito situações em minhas novelas que sejam muito voltadas para determinado grupo minoritário, porque a novela é vista por 40 milhões de pessoas”, justifica.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.