Tamanho do texto

"Sol Nascente" terá um triângulo amoroso entre Bruno Gagliasso, Giovanna Antonelli e Rafael Cardoso. Relembre outros que deram o que falar

"Êta Mundo Bom" saiu de cena e nesta segunda (29) o público terá uma nova novela das 18h para acompanhar. "Sol Nascente" promete novas emoções e novos romances para os espectadores e tem como protagonistas Giovanna Antonelli e Bruno Gagliasso. No entanto, a novela também terá um elemento que já esteve presente em diversas outras tramas ao longo da história da dramaturgia brasileira: triângulos amorosos.

Novelas da Globo dos anos 70 e 80 que emocionaram e marcaram época

Giovanna Antonelli e Bruno Gagliasso viverão um triângulo amoroso com o personagem de Rafael Cardoso
TV Globo/Divulgação
Giovanna Antonelli e Bruno Gagliasso viverão um triângulo amoroso com o personagem de Rafael Cardoso

O triângulo desta vez será entre Alice ( Giovanna Antonelli ), Mário ( Bruno Gagliasso ) e César ( Rafael Cardoso ), o vilão da história, que está apenas interessado no dinheiro de Alice, formando um dos pontos centrais da história. Relembre alguns dos principais triângulos amorosos das novelas brasileiras:

"Roque Santeiro" (1985)

Regina Duarte e Lima Duarte em
Reprodução/Memória Globo
Regina Duarte e Lima Duarte em "Roque Santeiro"

Um dos triângulos amorosos mais marcantes da teledramaturgia nacional, praticamente todos que assistiam à TV no País  queriam saber qual seria o desfecho da história de Viúva Porcina ( Regina Duarte ), Sinhozinho Malta ( Lima Duarte ) e Roque ( José Wilker ). Nesta novela de Dias Gomes e Aguinaldo Silva , Porcina viveu muitas idas e vindas amorosas e ficou conflituada sobre quem merecia o seu amor de verdade. 

Novelas da Globo dos anos 90 cativaram o público

Ela era parte de uma grande farsa envolvendo Roque, que teria morrido defendendo a cidade de Asa Branca  de bandidos e foi santificado pelo povo. Só que ele não morreu e muitas pessoas usavam de sua "lenda" para ter previlégios, entre elas Porcina. No final, ela escolheu permanecer ao lado de Sinhozinho Malta, e os dois deram adeus a Roque, que deixou o local de vez. 

"Sassaricando" (1987)

Claudia Raia em
Reprodução/Memória Globo
Claudia Raia em "Sassaricando"

Um triângulo amoroso de sucesso que gerou um bordão extremamente popular e rendeu a Claudia Raia uma das personagens mais marcantes de todas as suas famílias. A expressão "me tô divididinha" deixou bem claro o sentimento que Tancinha (Raia) tinha em relação aos seus dois amores, Apolo ( Alexandre Frota ) e Beto ( Marcos Frota ). 

 +  Novelas da Globo dos anos 2000 que mexeram com o público

Este triângulo teve um grande apelo cômico, até pelas próprias aparências dos personagens: Apolo era alto e fortão, e Beto era bobo e baixinho.  Atualmente, o público pode rever o triângulo na releitura de "Sassaricando", a atual novela das 19h "Haja Coração". 

"Mulheres de Areia" (1993)

Glória Pires em
Reprodução/TV Globo
Glória Pires em "Mulheres de Areia"

Um triângulo amoroso inusitado: aqui, duas mulheres idênticas disputavam o amor do mesmo homem. As gêmeas Ruth e Raquel, interpretadas por Glória Pires , disputavam entre si o amor de Marcos ( Guilherme Fontes ). 

Ruth amava Marcos de verdade, enquanto Raquel estava interessada apenas no dinheiro dele e fez de tudo para conquistá-lo. No fim, Raquel acabou casando com Marcos, mas foi dada como morta em um acidente no mar. Ruth então se passou pela irmã para ficar ao lado de seu grande amor. Mas Raquel não morreu e voltou para se vingar da irmã que, segundo ela, roubou tudo que ela um dia teve.

 "América" (2005)

Deborah Secco e Murilo benício em
João Miguel Júnior/TV Globo
Deborah Secco e Murilo benício em "América"

Este triângulo amoroso foi um dos mais inesperados da teledramaturgia nacional. O namoro entre Sol ( Deborah Secco ) e Tião ( Murilo Benício ), que eram pra formar o casal principal desta trama das 21h, acabou se esvaindo ao longo da trama. O público não gostou do casal original e acabou torcendo para que Sol terminasse com Ed ( Caco Ciocler ), que a acolheu nos Estados Unidos, país no qual ela entrou como imigrante ilegal.

Em um movimento muito diferente do que se costuma ver, o casal mais óbvio não terminou junto e Sol ficou feliz ao lado de Ed, que tinha uma torcida muito maior dos telespectadores, o que proporciou um dos triângulos amorosos mais diferentes da histórias das telenovelas.

"A Favorita" (2008)

Claudia Raia, Mariana Ximenes e Patricia Pillar em
Renato Rocha Miranda/TV Globo
Claudia Raia, Mariana Ximenes e Patricia Pillar em "A Favorita".

A vilã e a mocinha disputam o mesmo homem. No começo o público não sabia quem era boa e quem era má, mas o fato é que tanto Flora ( Patricia Pillar ) quanto Donatela ( Claudia Raia ) se relacionaram com Zé Bob ( Carmo Dalla Vecchia ).

Ficou claro que Flora só se relacionou com Zé Bob para abalar Donatela após ser revelado que ela era a grande vilã da história. Mas, até essa descoberta acontecer, Zé ficou dividido entre os carinhos de Flora e Donatela, que no fundo era seu grande amor e com quem terminou no final da novela. 

"Caminho das Índias" (2009)

Raj (Rodrigo Lombardi), Maya (Juliana Paes) e Bahuan (Márcio Garcia) eram os protagonistas da trama
Reprodução
Raj (Rodrigo Lombardi), Maya (Juliana Paes) e Bahuan (Márcio Garcia) eram os protagonistas da trama

Mais um triângulo amoroso que fugiu dos rumos planejados, uma vez que o público começou a torcer para o casal "errado". A ideia era que Maya ( Juliana Paes ) vivesse um romance intenso com Bahuan ( Márcio Garcia ), um jovem que pertencia à casta do "intocáveis".

No entanto, o público começou a torcer para o casal Maya e Raj ( Rodrigo Lombardi ), com quem ela se casou em uma união arranjada, e foi com ele que ela terminou a novela, já que os dois descobriram uma grande paixão um pelo outro. 

"Cordel Encantado" (2011)

Cauã reymond e Bianca Bin em
Rafael França/TV Globo
Cauã reymond e Bianca Bin em "Cordel Encantado"

Nesta fábula, Jesuíno ( Cauã Reymond ) e Açucena ( Bianca Bin ) sempre se amaram e viveram um lindo romance. Esse romance foi abalado por Doralice ( Nathalia Dill ), que brigou com unhas e dentes para ter o amor de seu amado.

Ela até conseguiu abalar as emoções de Jesuíno, mas o amor por Açucena falou mais alto e os dois terminaram a novela juntos.

"A Vida da Gente" (2011)

Ana, Manu e Rodrigo: irmãs disputam o mesmo homem
Divulgação/TV Globo
Ana, Manu e Rodrigo: irmãs disputam o mesmo homem

Um dos triângulos amorosos mais polêmicos das novelas, esta trama dividiu bastante as atenções do público, que torcia por casais diferentes. Na história, Ana ( Fernanda Vasconcellos ) teve uma filha com Rodrigo ( Rafael Cardoso ), e os dois viveram um lindo romance.

Mas Ana sofreu um acidente e ficou cinco anos em coma. Quando acordou, descobriu que sua irmã, Manuela ( Marjorie Estiano ), havia se casado com Rodrigo e os dois haviam criado a filha de Ana como deles. No entanto, a história foi construída de tal forma que o público entendeu o lado das duas, e foi difícil vilanizar uma ou a outra. 

"Avenida Brasil" (2012)

Nathalia Dill e Cauã Reymond em
Divulgação/TV Globo
Nathalia Dill e Cauã Reymond em "Avenida Brasil"

Jorginho (Cauã Reymond) namorava Débora (Nathalia Dill), mas quando descobriu que Nina ( Débora Falabella ) era na verdade seu grande amor de infância, seu coração acabou ficando dividido.

No fim, o amor de infância falou mais alto e Nina e Jorginho ficaram juntos. Uma escolha óbvia, mas que foi aceita pelo público. 

"Totalmente Demais" (2015) 

Eliza e Jonatas terminam juntos em
Divulgação/TV Globo
Eliza e Jonatas terminam juntos em "Totalmente Demais"

Um dos triângulos amorosos mais recentes na história da teledramaturgia nacional, mais uma vez o público se dividiu na torcida, quase pela metade. Muitas pessoas queriam que Eliza ( Marina Ruy Barbosa ) terminasse com Jonatas ( Felipe Simas ), ao mesmo tempo que um outro número gigante de espectadores queria que ela ficasse com Arthur ( Fábio Assunção ).

 +  Bons personagens, ousadia narrativa e dilemas garantem atratividade de “Justiça”

Como na grande maioria de casos de triângulos amorosos em novelas, a escolha óbvia prevaleceu, e Eliza terminou com Jonatas. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.