Tamanho do texto

Episódio de "Justiça" desta noite conta a história de Maurício, que é preso por matar a mulher a pedido dela, após ela ficar tetraplégica

Nesta sexta-feira (26), a minissérie "Justiça" apresenta a última história que falta ser mostrada para o público. No episódio, os espectadores conhecem Maurício ( Cauã Reymond ) e sua mulher Beatriz ( Marjorie Estiano ), que vivem uma vida feliz e cheia de planos até que uma tragédia abala de vez a vida do casal. 

Bons personagens, ousadia narrativa e dilemas garantem atratividade de "Justiça"

Cauã Reymond e Marjorie Estiano em
Globo/Estevam Avellar
Cauã Reymond e Marjorie Estiano em "Justiça"

Maurício trabalha na empresa de Euclydes ( Luiz Carlos Vasconcelos ), pai de Vicente ( Jesuíta Barbosa ), que matou a noiva Isabela ( Marina Ruy Barbosa ) . Homem honesto, ele vive muito feliz com sua mulher Beatriz, que é uma bailarina. Maurício tenta ajudar seu chefe Euclydes quando ele é roubadao por seu sócio Antenor ( Antonio Calloni ), mas a empresa acaba abrindo falência e seus funcionários se rebelam, já que não recebem há muito tempo.

Maurício encontra calma longe do trabalho ao lado de Beatriz. Mas tudo muda quando Antenor decide fugir e em sua fuga acaba atropelando Beatriz. Ela sobrevive, mas fica tetraplégica. Inconformada com esta realidade, ela decide que não quer mais viver e implora para que o marido a mate. Ele afirma que não há chances de ele fazer algo do tipo, no entanto, ele acaba se convencendo quando vê pelo que sua mulher está passando e ainda deve passar.

 +  Episódio de "Justiça" desta quinta-feira discute preconceito racial e social

Mesmo com ela gravando um vídeo declarando que seu marido é inocente e que ele a está salvando, ele é preso. Quando sai da cadeia, sete anos depois, ele planeja sua vingança contra o homem que atropelou sua mulher. 

Corrupção e eutanásia

A trama busca discutir o tema da eutanásia, extremamente polêmico, especialmente no Brasil. Não há um aprofundamento do tema, porém, e a história não é altamente didática para lidar com o assunto - pelo menos no primeiro episódio da saga de Maurício. Ele é um homem que conhece sua mulher melhor do que ninguém e sabe o sofrimento que ela terá na vida ao ficar tetraplégica, e depois de refletir sobre o assunto, decide atendê-la e e põe fim à vida dela. A história de Beatriz é trágica e é possóvel o público entender a dor deste casal, que perde tudo por conta de uma virada do destino. Mas o tema não chega a ser discutido de forma muito detalhada.

Cauã Reymond é Maurício em
Globo/Estevam Avellar
Cauã Reymond é Maurício em "Justiça"

 +  Leandra Leal leva internet à loucura com cena de strip-tease em "Justiça"

Outro lado da história de Maurício, que é algo que ainda não foi mostrado pela minissérie, mas que vai ao encontro, não apenas da proposta de "Justiça", mas também com o momento atual do País, é a questão da corrupção e da política.

Antenor dá um golpe em seu colega de empresa e foge, sem sequer dar uma explicação para a mulher Vânia ( Drica Moraes ). Anos depois, ele se torna candidato a governador do Rio de Janeiro. Ou seja, ele não apenas rouba, causa um acidente e foge, como mais tarde além de não ser punido, ainda ganha uma chance grande de ser um político proeminente. A série busca mostrar essa interessante rede de intrigas, uma vez que flerta justamente com a ideia de quem é o verdeiro criminoso. Enquanto Maurício, que cometeu um crime em nome do amor, fica preso sete anos, o político corrupto fica solto e poderoso.

Agora, Maurício está prestes a se tornar um criminoso novamente, ao tentar matar o rival. Para  "Justiça" pelo menos, ele seria um criminoso, mas se o seu inimigo é um bandido perigoso, quem é pior? Esta é a questão-chave do arco do personagem. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.