Tamanho do texto

Capítulo conta a história de Rose, que é presa na noite de seu aniversário pouco depois de ter passado no vestibular para a faculdade de jornalismo

Mais um episódio de "Justiça" será exibido nesta quinta-feira (25) e uma nova história será contada. Dessa vez, Rose ( Jéssica Ellen ) será a protagonista, e dividirá as cenas com Débora ( Luisa Arraes ). Além de falar sobre injustiças, o episódio desta quinta-feira propõe uma discussão sobre preconceito racial e social.

 +  Bons personagens, ousadia narrativa e dilemas garantem atratividade de “Justiça”

Jéssica Ellen e Luisa Arraes em cena de
Reprodução/Globo
Jéssica Ellen e Luisa Arraes em cena de "Justiça"

Nesta noite em " Justiça ", o público conhece melhor essas duas personagens que puderam ser vistas de relance nos dois capítulos anteriores. As duas cresceram juntas e foram criadas como irmãs. Rose é filha de Zelita ( Teca Pereira ), que trabalha como doméstica na casa de Lucy ( Fernanda Viana) , uma jornalista que também fez uma aparição nos dois primeiros episódios. Elas são todas grandes amigas e ficam extremamente alegres quando Rose consegue passar no vestibular e fica na quarta colocação entre os convocados para o curso de jornalismo.

No entanto, a alegria acaba de forma trágica. No dia do aniversário de 18 anos de Rose, ela e Débora decidem comemorar em uma festa com outros jovens. As duas também compram drogas para se divertirem. No entanto, a polícia chega ao local e revista Rose, enquanto Débora é liberada e foge assustada. Por conta da grande quantidade de drogas que são encontradas com Rose - ela também está com drogas que outros amigos pedem para ela comprar - ela acaba sendo presa como traficante.

Adriana Esteves promete emoções fortes como mãe coragem em "Justiça"

Sete anos se passam e Rose sai da cadeia. Como sua mãe está morta, ela vai atrás de Débora, que a recebe de braços abertos, culpada por tê-la abandonado no passado. Quem não gosta da novidade é Marcelo ( Igor Angelkorte ), marido de Débora, que fica apreensivo com o fato de Rose ser um ex-presidiária. Ao reencontrar a amiga, Rose descobre que Débora foi vítima de um estupro, e promete ajudá-la a encontrar o criminoso.

Discussão sobre preconceito

O episódio apresenta a discriminação que pessoas negras sofrem no Brasil. Em uma cena, Rose entra em um restaurante caro para jantar, mas a mulher da recepção afirma que todos os lugares estão reservados. Logo fica claro que se trata de um caso de racismo e Débora defende a amiga. Na cena em que Rose é presa, a maioria das pessoas que o policial manda revistar são negras, e pessoas brancas são rapidamente liberadas.

Cauã Reymond diz que "Justiça" lhe permitiu explorar outros recursos da atuação

Ao visitar a filha na cadeira, a mãe de Rose diz que sabe que a filha só foi presa pelo fato de ser negra e pobre. Após a prisão da filha, Zelita decide deixar a casa de Lucy e se revolta com Débora. "Aqui em casa vocês sempre foram da família", afirma Lucy. "Da família. Empregado só é da família enquanto serve para trabalhar.

Como nos dois primeiros capítulos, a minissérie consegue comunciar o tema proposto com muita eficiência, e promove uma discussão impactante e muito importante sobre problemas sociais sérios que ainda existem no Brasil. O episódio consegue envolver o espectador na história de Rose e mostrar a dor pela qual ela passa, levando o público a uma reflexão sobre o assunto abordado. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.