Tamanho do texto

Em bate-papo com o iG, humorista falou sobre o atual momento político e a importância da internet nesse cenário

Os recentes acontecimentos políticos têm dividido o mundo artístico. De um lado, aqueles que defendem o impeachment de Dilma Rousseff , e do outro, os que são contra a deposição da presidente. O humorista Rafinha Bastos , que já causou polêmicas no passado, se posicionou sobre o tema. 

Rafinha Bastos:
Divulgação/Band
Rafinha Bastos: "Mesmo que com algumas injustiças, com alguns exageros, com uma euforia nas redes sociais, é interessante que esse assunto tenha chegado na boca do povo"

"Não sou petista, mas sou contra o impeachment. Eu não acho que ajuda nem que é o momento. É preciso uma série de avaliações: se forem comprovadas irregularidades que sejam suficientes para derrubar a presidenta, vamos lá, e não parece que isso aconteceu até agora", pontuou em um bate-papo com o iG .

Apesar de não ser a favor do processo, ele não é um apoiador do governo: "Não significa que não veja uma série de questões que precisam ser urgentemente resolvidas. Eu só acho que é preciso muita calma nesse momento para que essa história não se torne um tiro no pé".

+ Ex-companheiros de "CQC", Rafinha Bastos e Marco Luque discutem no Twitter

O apresentador, que entrevistou algumas figuras políticas no extinto "Agora é Tarde", na Band, se anima. "Mesmo que com algumas injustiças, exageros e euforia nas redes sociais, é interessante que esse assunto tenha chegado na boca do povo. É muito barulho, mas não é muito barulho por nada", diz Rafinha, que também afirma que a internet teve um papel fundamental para o atual cenário.

Rafinha Bastos sobre volta à TV: "Maneira que encontrei de não ir pra cadeia"

"Eu me posiciono, não tenho problema. Eu só preciso descobrir a melhor maneira de fazer isso, é um processo de amadurecimento meu. Estou aprendendo e acho muito louco as pessoas quererem que os artistas se posicionem e elogiarem a imparcialidade. Onde que o artista se coloca então? Resta a você obedecer seus instintos."

Ele também crê que outros programas dos quais fez parte, como o "CQC", também tiverem um papel importante para disseminar temas políticos. Rafinha "estreou" um talk show no canal semana passada, mas tudo não passou de uma pegadinha . Agora o humorista estreará em maio um projeto no Multishow chamado "Tá Rindo de Quê". 




    Leia tudo sobre: impeachment
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.