Tamanho do texto

Neste domingo, o ator aproveitou programa apresentado por Fausto Silva para dizer que 'não se arrepende' de atitude

Neste domingo, o ator José de Abreu usou o que seria uma homenagem à sua carreira no Domingão do Faustão, apresentado por Fausto Silva, o Faustão, para justificar a cusparada que deu na última sexta-feira em um casal que jantava no mesmo restaurante japonês no qual Abreu estava, na cidade de São Paulo. 

José de Abreu cuspiu em um casal em um restaurante em São Paulo
Divulgação/TV Globo
José de Abreu cuspiu em um casal em um restaurante em São Paulo

Naquela ocasião, ele e um casal se envolveram em uma discussão sobre o impeachment da presidente Dilma Rousseff. Contra o processo da petista, o ator cuspiu no casal quando se sentiu ofendido.

Durante o programa, ele disse não ter se arrependido do ato pois "uma atitude que é feita por reação não deve ser levada em conta", tentou consertar. A sua performance, porém, gerou críticas na internet, inclusive de movimentos feministas.

Nesta segunda-feira, ele se envolveu em mais uma polêmica ao discutir pela internet com o jornalista Marcelo Tas, que criticou a forma como o ator se comportou no restaurante e a justificativa usada por José de Abreu. "Que argumento infeliz para justificar agressão", opinou Tas, em resposta a um post no Twitter feito pela ex-ministra de Direitos Humanos, Maria do Rosário defendendo Abreu, que rebateu e provocou. "Queria ver você no meu lugar."

Confira no vídeo abaixo, aos 55 segundos, o momento da cusparada.

    Leia tudo sobre: Impeachment
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.