Tamanho do texto

Outras famosas como Débora Nascimento, Cris Vianna e Fernanda Paes Leme também aderiram ao movimento

Em mais uma campanha contra o machismo, Monica Iozzi  se uniu a outras mulheres famosas e anônimas para ironizar a manchete "Bela, recatada e do lar", da reportagem publicada pela revista "Veja" sobre Marcela Temer , mulher do atual vice-presidente Michel Temer .

Monica Iozzi foi uma das famosas que participou do movimento
Reprodução/Instagram
Monica Iozzi foi uma das famosas que participou do movimento


No dia seguinte à votação na Câmara dos Deputados pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff , a revista semanal publicou uma matéria sobre a possível nova primeira-dama, pintando a moça de 32 anos como a "nova Amélia", tendo como principal virtude fazer de Michel Temer um "homem de sorte".

Não demorou para que o assunto se espalhasse e mulheres de todo o País mostrarem sua indignação nas redes sociais. Contra a abordagem da matéria, elas passaram a postar fotos para ironizar os termos e mostrar que de belas, recatadas e do lar elas não têm - nem precisam ter - nada. 

Monica Iozzi escolheu protestar com uma foto antiga, mudando o texto original de seu cartaz para a manchete da revista. Outras preferiram postar fotos e vídeos em que aparecem dançando, se divertindo ou apenas em poses sensuais.

Veja na galeria algumas das famosas que se recusam a serem vistas apenas como belas, recatas e do lar:



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.