Tamanho do texto

Modelo desmente informação de que quem passa pela cirurgia não tem orgasmo

O Dia

Lea T contou em entrevista à revista "Playboy" como foi fazer sexo pela primeira vez após passar por uma cirurgia de redesignação sexual. A modelo garante que continua sentindo prazer.

Lea T conta como foi sua primeira vez após mudar de sexo:
Redken/Divulgação
Lea T conta como foi sua primeira vez após mudar de sexo: "O prazer é igual"


"Foi fofo. Podia ter feito com outro, mas tive sorte e ele foi supercuidadoso. Ah, era a primeira vez. A segunda foi melhor. E o prazer é igualzinho, é muito doido, não existe esse negócio de que não tem orgasmo", disse.

"O pênis é como um clitóris que se desenvolveu. Na operação, eles encolhem e embolam os nervos para transformar em um clitóris, então você tem o mesmo tipo de sensação de antes", explicou.

Antes de mudar de sexo, Lea não teve nenhuma experiência com mulheres e nunca chegou a penetrar alguém.

+ Xuxa fala sobre cirurgia de mudança de sexo de Lea T: "Ela cortou o barato"


"Não aceitava. Não via como algo natural. Se hoje minhas amigas perguntassem 'você gostaria de ter um pinto por uma semana?', eu teria essa curiosidade, para provar como é penetrar uma mulher, a sensação. Não é que eu gostaria de voltar a ter um pênis. Nem lembro assim do meu, é como se nunca tivesse tido".

A modelo também contou que já recusou um convite para posar nua porque seu pai, Toninho Cerezo, foi contra a ideia.

"Não tenho problema de ficar pelada, mas acho que não seria muito vendida. Não sou uma Bond Girl. Imagina esse bruxão de cabelo preto comprido, magrela desse jeito. Não sei...", disse a modelo, questionando o sucesso de um ensaio nu protagonizado por ela.

+ Cauã Reymond e Lea T dividem a passarela no SPFW

Lea T entrou na lista de 12 mulheres que mudaram a moda na Itália
Reprodução
Lea T entrou na lista de 12 mulheres que mudaram a moda na Itália

Nome artístico

O nome Lea T é uma homenagem ao estilista Riccardo Tisci, que impulsionou a carreira da modelo. No entanto, Lea agora passou a usar o nome Lea Cerezo. "Acho que hoje sou mais Lea Cerezo. Eu mudei. Na época era mais ligada à Givenchy, ao Ricardo. O 'T' na verdade foi por causa da mãe dele. Na época em que estava com medo do meu pai não me aceitar, fui chorar na casa dela, que me disse: 'Não se preocupe, se a sua família não te aceitar, você é uma Tisci", disse.

Fonte: O Dia .


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.