Tamanho do texto

Em conversa com o iG, Mareu Suconic falou sobre a nova temporada do reality da MTV: "Acho que as pessoas gostam de saber o que acontece na casa das outras pessoas"

Nesta terça-feira (29), Maria Eugênia Suconic está de volta à MTV com a terceira temporada de “ Adotada ”, reality show em que ela "mora" na casa de famílias desconhecidas por uma semana e se tornou um dos maiores sucessos da emissora.

Maria Eugênia estrela a terceira temporada de
Divulgação
Maria Eugênia estrela a terceira temporada de "Adotada"

Nas inúmeras malas que leva para cada uma de suas novas casas, Mareu leva uma quantidade quase absurda de roupas um tanto quanto fora dos padrões e a experiência de já ter convivido com 25 famílias diferentes nos últimos dois anos.

A ideia do programa surgiu por acaso: foi uma soma do desejo antigo de Mareu de “morar na casa dos outros” com o sucesso que ela fez ao participar do reality “Papito in Love”, protagonizado por seu ex-namorado, Supla . “As pessoas foram com a minha cara. Eu sempre quis morar na casa das pessoas e falei com o Ernani Nunes [diretor] e ele criou o formato do programa. Fomos fazendo e rolou tudo muito rápido”, contou a modelo em entrevista por telefone ao iG .

Em 2014 foi ao ar a primeira temporada. Sem participar do processo de escolha - o que ela deixa bem claro ao garantir que não pode saber para onde está indo -, Maria Eugênia foi parar em treze casas diferentes. Em uma delas, foi expulsa.

"Eu não esperava aquilo, fiquei meio surpresa. Se eu tivesse feito alguma coisa que incomodasse, tudo bem. Mas foi 'não gosto da forma que você se veste, não adotaria você, não quero mais'".

Apesar do inesperado, Mareu afirma que nunca chegou a odiar nenhuma das famílias que conheceu. Muito pelo contrário. “Tiveram muitas experiencias maravilhosas. Passei por muita coisa legal, não tem como escolher um melhor", afirmou a produtora de moda.

"Conheci pessoas maravilhosas, fui para lugares lindos e é tudo muito gostoso. É um diferente do outro e é tudo único. Sabe quando tem muita novidade e não tem nem como escolher o que é melhor? Então", continuou.

Quanto mais estranho, melhor

Ao longo das três temporadas, Maria Eugênia visitou quase 40 famílias, mas ainda tem sonhos com o tipo de família que gostaria de conhecer. “Tenho sonho de morar em uma tribo de índios. Falo isso sempre para a produção da MTV, para eles me colocarem lá. Isso e morar em um circo”, afirmou sobre os desejos para as próximas temporadas.

Enquanto isso não acontece, Mareu terá que se conformar com as novas famílias que foram esclhidas para adotá-la por uma semana. Na terceira temporada, pela primeira vez, quem quisesse receber Maria Eugênia em sua casa podia se inscrever e provar que seu clã seria digno de seu próprio reality show, mesmo que só por uma semana.

"Acho que as pessoas gostam de saber o que acontece na casa das outras pessoas. Todo mundo tem problema com a família, isso é normal. Aí você sempre imagina que a família dos outros é muito mais legal. E tem essa curiosidade de saber o que passa na vida dos outros, como são os costumes, o que fazem, o que comem, como lidam com as coisas do dia a dia. E virou uma coisa para todas as idades porque sempre tem uma mãe ou uma irmã com quem a pessoa vai se identificar”, disse sobre o sucesso do programa.

Comprovando o sucesso do programa, Mareu afirma que eles receberam muitas inscrições para a temporada, todos querendo um pouquinho da quebra de qualquer rotina que ela leva por onde passa.

"Adotada"
Quando: terça-feira, 29 de março, às 21h
Onde: MTV

Veja fotos do primeiro episódio da nova temporada de "Adotada":