Tamanho do texto

O ator fala de racismo, as idas e vindas entre Globo e Record e relembra repercussão negativa da série "Sexo e as Negas"

Rafael Zulu se diverte ao se ver 11 anos mais novo na reprise da novela "Prova de Amor", que marcou sua estreia na TV em 2005, na Record. Em entrevista ao iG o ator, de 33 anos, fala também sobre preconceito racial, as críticas que a série "Sexo e as Negas" sofreu  em 2014 e suas idas e vindas entre a emissora que o lançou e a Globo.

Rafael Zulu hoje (à esq.) e há 11 anos, como Bira na novela 'Prova de Amor'
Reprodução/Instagram e Munir Chatack/Record
Rafael Zulu hoje (à esq.) e há 11 anos, como Bira na novela 'Prova de Amor'


"Assisto à novela sempre que posso, as pessoas me abordam sobre o Bira. É muito legal se ver tantos anos depois. Os cabelos são outros, o rosto está um pouco envelhecido mas ainda jovem (risos)", diverte-se.

Transitar entre Record e Globo nunca foi problema para ele. "Tenho muito carinho pela Record, fiz muitos amigos. Fiquei cinco anos na Globo, voltei para a Record, fiz uma novela ('Balacobaco', em 2012) e agora tenho um projeto no 'Caldeirão do Huck', na Globo, para este ano", conta ele, que em 2015 participou do quadro "Desafiados", no mesmo programa.

Zulu vê com bons olhos também as novelas e minisséries bíblicas da emissora que o lançou. "Eles vem fazendo produções absurdas, milionárias. Vibro de verdade, pouquíssimos teriam a coragem que a Record está tendo. Desejo vida longa".

O ator com Karin Hills na série 'Sexo e as Negas', que não vingou
João Miguel Júnior/TV Globo
O ator com Karin Hills na série 'Sexo e as Negas', que não vingou

"Sexo e as Negas"
O ator lamenta a repercussão negativa da atração, antes mesmo da estreia. "Não esperávamos isso. A série era incrível, mexia com um lado muito legal da sexualidade da mulher negra, a pegada do homem negro, que tem essa mística deliciosa. Acho que foi uma besteira, perdemos a oportunidade de ter outras temporadas e sou cobrado por isso até hoje. 'Mister Brau' é um tapa na cara disso tudo, uma das melhores da Globo nos últimos anos", diz, referindo-se ao seriado protagonizado por Taís Araújo e Lázaro Ramos , que ganha uma segunda temporada em 2016.

Preconceito
Ele comenta também os casos de preconceito nas redes sociais, que várias negras como Cris Vianna , Sheron Menezzes , Maria Júlia Coutinh o e a própria Taís Araújo  foram alvo no ano passado. E revela que o fato de ser homem não o livra de passar por isso também.

"[Nesse caso] não mexeram diretamente comigo, mas mexem. Minha namorada (a atleta Erys Martins ) é branca e, por conta disso, no início do namoro algumas pessoas me criticaram nas redes sociais. Eu não me apaixono pela cor, me apaixono pelo ser humano. Tenho milhares de amigos brancos, já namorei pessoas brancas, acho de verdade uma besteira. Costumo falar que preconceito é falta de informação. Infelizmente a gente precisa falar, relatar e denunciar essas pessoas medíocres", detona.

Rafael Zulu e a namorada, Erys Martins
Léo Marinho/AgNews
Rafael Zulu e a namorada, Erys Martins


O ator aproveitou a ida ao Colosso Summer Festival  - que durante quatro dias agitou Fortaleza no fim de janeiro, com shows de rock, samba, funk e sertanejo  - para viajar com a filha Luiza , de 9 anos. Quando o assunto é aumentar a família, ele abre o sorrisão e garante: "Nada disso, não agora e nem tão cedo".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.