Tamanho do texto

Cantor desabafou em entrevista sobre o fim da dupla. E ainda, Edilson Oliveira, o eterno Chiquinho, também revelou detalhes dos bastidores da TV

Há um ano que  Rick e Renner não se falam. Os dois formavam uma das duplas sertanejas mais famosas do Brasil, mas acabaram se separando em termos não amigáveis. No “Câmera Record” desta quinta-feira (28), o cantor Renner faz um desabafo sobre o fim da dupla. “Eu peço perdão pelo mal que te causei”, disse Renner.

Renner confessou que também se sentiu traído pelo colega
Reprodução/Rede Record
Renner confessou que também se sentiu traído pelo colega

Os dois trabalharam juntos por 30 anos, mas um acidente encerrou a parceria. Renner se foi flagrado embriagado após bater o carro quando voltava de um churrasco, em dezembro de 2014, em São Paulo (galeria abaixo). O cantor teve seu dinheiro bloqueado pela Justiça e apesar de pedir desculpas ao colega, afirmou que se sentiu traído por ele. Renner abandonou a música sertaneja e se tornou evangélico.

Outro entrevistado do programa, o assistente de palco Edilson Oliveira , o eterno Chiquinho do programa "Eliana & Alegria", contou sua experiência como um dos intérpretes do palhaço Bozo e ainda revelou detalhes sobre os bastidores da TV: "Um cheirava, outro bebia. Dentro da televisão na década de 80, o bicho pegava".


Edilson Oliveira interpretava o personagem Chiquinho, no
Reprodução/Rede Record
Edilson Oliveira interpretava o personagem Chiquinho, no "Eliana & Alegria"

Relembre quando Renner foi detido em São Paulo: 



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.