Tamanho do texto

A modelo também afirmou que criou uma espécie de "personagem" por ser insegura: "Agora as pessoas me conhecem de verdade"

Convidada do "Programa Xuxa Meneghel" de segunda-feira (1º), a modelo Monique Evans fez um desabafo sobre sua doença, a Síndrome de Borderline, transtorno psíquico que dificulta o controle de impulsos da pessoa e afeta o emocional. "Desde a adolescência eu sofro disso. Comecei a escrever poesias e eram coisas tristes, não de uma menina alegre. Comecei a bater com a cabeça na parede, não eram coisas normais. Durante toda a minha vida eu tive crises e até tentei me matar várias vezes", relatou.

Monique Evans revelou que se sentia solitária por conta de sua doença
Rede Record/Divulgação
Monique Evans revelou que se sentia solitária por conta de sua doença

Monique, que está com 60 anos, também revelou que se tratou com remédios para depressão até obter o diagnóstico correto, e que se sentiu solitária por conta de sua condição. "As pessoas achavam que era só depressão. Até o ponto de todo mundo ficar de saco cheio disso e eu me ver completamente sozinha. Até minha família ficou de saco cheio. Você tem que aprender a conviver com a doença. Mas foi bom pois minha família começou a ver que eu realmente estava doente e não estava fazendo graça."

A modelo também afirmou que construiu uma espécie de "persona" para fugir de suas inseguranças: "Tinha uma timidez muito grande e não tinha uma maneira de lidar com as pessoas, então criei um personagem que mexia muito no cabelo e só falava bobagem. Na verdade, eu era super frágil e insegura. De uns anos pra cá, comecei a falar sobre mim, a Monique de verdade. Agora as pessoas me conhecem de verdade, não a Monique que eu inventei".

Ela também aproveitou para se declarar para a DJ Cacá Werneck , com quem namora desde 2014: "Tudo o que eu queria num homem, encontrei na Cacá".

Relembre a passagem de Monique por uma clínica psiquiátrica:



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.