Tamanho do texto

Intérprete do hilário Ascânio conta que faz uso de ponto eletrônico em cena e comenta onde busca inspiração para seu personagem: "Os bares e puteiros são meu laboratório"

Na contramão do jornalismo de celebridade, em que muitos artistas só querem dar entrevista por e-mail e responder o que lhes convêm, conversar por telefone com Tonico Pereira deixa qualquer jornalista feliz de ter escolhido a profissão. 

Tonico Pereira na pele do hilário Ascânio
Divulgação/TV Globo
Tonico Pereira na pele do hilário Ascânio


Debochado e com raciocínio rápido, ele começa o papo com iG Gente relatando onde busca inspiração para o vagabundo e bêbado inveterado Ascânio, seu personagem na novela "A Regra do Jogo", da Globo. "Não tenho essa ortodoxia escolar. Os bares e puteiros são meu laboratório. Está tudo dentro de mim. Sou um canteiro onde brotam personagens, com terra adubada para eles nascerem e florescerem", resume ele. 

O ator faz uso de ponto eletrônico para facilitar o trabalho e evitar eventuais deslizes na hora de falar seu texto. Com algum delay, ele reproduz em cena o que é passado via áudio. "Não tenho qualquer constrangimento em dizer que uso esse recurso. Costumo falar que com o ponto trabalho menos e tenho a sensação de ganhar mais."

Mas isso não quer dizer que ele esteja reclamando do salário, como foi dito por aí. "Nunca disse que ganho pouco e assunto de dinheiro eu resolvo com meu patrão", avisa. Quanto à sua situação financeira, dispara: "Posso te dizer que estou devendo muito e precisando bastante de dinheiro. Mas tudo bem, já estou acostumado, sou o rei da falência. Já posso até escrever livro de autoajuda".

Tonico Pereira como Mendonça em 'A Grande Família'
Divulgação/TV Globo
Tonico Pereira como Mendonça em 'A Grande Família'


Tonico diz que já esteve nessa situação pelo menos sete vezes e não se abala. "Sou descontrolado e gasto muito. Aliás, minha bandeira é o descontrole", completa. No entanto, tem total confiança de que esta é uma situação passageira.

Depois de "A Grande Família", onde atuou por 14 anos, e foi seu ganha pão durante todo esse tempo, Tonico está com um novo projeto com viés voltado para o humor. Em seu canal do Youtube, "Toniquices do Pereira", ele grava vídeos divertidos com filosofias populares e mostra seu dia a dia - sem filtro. "Estou apostando nessa formato e quero conseguir uma grana com isso."

Com 40 anos de estrada, ele é uma referência na dramaturgia brasileira. Seja na comédia ou na tragédia, ele reina absoluto. E diferente da nova safra de atores, que se apoia em contratos publicitários, ele fez sua carreira com técnica própria e sem muito alarde.

"A profissão não me fez rico, mas fiz trabalhos muito interessantes. Entrei na profissão pelo prazer e satisfação, mas também pela libido. Na época que comecei, tinha muita mulher bonita querendo se libertar, estava começando aquela coisa da pílula e era melhor estar no teatro do que no futebol, rodeado de homens", ri.

Na briga pelo Ibope no horário nobre, a novela de João Emanuel Carneiro , com direção de Amora Mautner , tem sofrido constantes derrotas para o folhetim "Os Dez Mandamentos", da Record. "Não está perdendo, está ganhando", rebate. Para ele, os baixos índices  não são um problema do elenco ou da trama. A eventual preferência pela novela bíblica diz respeito à moral e à evangelização do Brasil. "O que está em voga hoje é um falso moralismo", analisa. Afinal, em que momento encaretamos?

Tonico Pereira em cena com Giovanna Antonelli, intérprete da imoral Atena em 'A Regra do Jogo'
Divulgação/TV Globo
Tonico Pereira em cena com Giovanna Antonelli, intérprete da imoral Atena em 'A Regra do Jogo'