Tamanho do texto

O vocalista da banda Ultraje a Rigor lançou a hashtag "#assediado" e seguidores não pouparam o cantor

O polêmico Roger Moreira , vocalista da banda Ultraje a Rigor, ironizou campanha sobre assédio sexual criada no Twitter e acabou gerando revolta nas redes sociais.

Roger Moreira gerou revolta no Twitter ao ironizar campanha sobre assédio sexual
Reprodução
Roger Moreira gerou revolta no Twitter ao ironizar campanha sobre assédio sexual

O cantor se referia ao  caso envolvendo uma participante do programa "MasterChef Júnior" . Tudo começou quando alguns comentários pedófilos sobre a menina de 12 anos começaram a aparecer nas redes sociais. Ativistas feministas lançaram a campanha "#PrimeiroAssédio" com o objetivo de dar voz às mulheres que foram assediadas ainda crianças. 

Roger desdenhou da iniciativa ao lançar a hashtag  “#assediado” e deixou alguns seguidores furiosos, que responderam ao cantor. "Para que está feio para você" e "Espero que sua filha não seja assediada e você não saiba o quanto isso fere e é revoltante", foram algumas das respostas.

Quem criou a campanha "#Primeiro Assédio" foi Juliana de Faria . Ela é fundadora do coletivo feminista Think Olga e criadora da campanha "Chega de Fiu Fiu". O objetivo da criadora é que mulheres contem histórias de assédios sofridos na infância. 

Em conversa com o iG , a mãe da participante do reality da Band contou que todas as medidas cabíveis estão sendo tomadas. "Iremos descobrir o nome do pedófilo por trás dos posts. Vamos colocar esse cara na cadeia. Isso seria um baita serviço para sociedade ", afirmou.