Tamanho do texto

Em entrevista polêmica, cantor e apresentador ainda conta que quase foi linchado nas ruas por causa dos rumores de homossexualidade à época da Jovem Guarda

Aos 71 anos, Ronie Von concedeu entrevista polêmica à revista "Playboy" de outubro, na qual relembra passagens marcantes de sua vida. 

Ronnie Von
Caio Duran / AgNews
Ronnie Von


À publicação, o cantor e apresentador conta que perdeu a virgindade aos 12 anos e que a experiência não deixou boas recordações. "Tive um envolvimento com a babá da minha prima. Fui praticamente seduzido. Ela já tinha certa idade, e eu não sabia nada. Por isso, quando as pessoas perguntam como foi minha primeira vez, digo que foi péssima."

Ronnie ainda falou sobre sua doença, a polineurite plurirradicular, e que chegou a pedir eutanásia quando recebeu o diagnóstico: "Os médicos disseram: ‘Levem ele pra casa, porque não há mais o que fazer’... Achei que fosse morrer e pedi até eutanásia. Pedi em casa. Perguntei ao enfermeiro se ele acreditava em Deus. Falei que eu não tinha cura, que meu caso era sério e pedi que aplicasse uma injeção em mim”.

À época da Jovem Guarda, comentava-se que ele poderia ser homossexual. E, por causa desses boatos, quase apanhou na rua. Ele relata: "Era impossível passar pela Rua Augusta. Se fosse pra lá, era linchado, chamado de bichona e indecente".