Tamanho do texto

Guitarrista teria usado o documento de duas mulheres, sem autorização das mesmas, para comprar chips de celular

A cada dia que passa, a separação de Joelma e Chimbinha ganha novos capítulos - o mais recente virou até caso de polícia. Isso porque a cantora passou um bom tempo da quarta-feira (9) prestando depoimento em uma delegacia  do bairro de Jaderlândia, na cidade de Ananindeua, no Pará, e o motivo seria um processo de estelionato que a vocalista da banda Calypso abriu contra o ex-marido. As informações são do programa "Cidade Alerta", da Record.

Joelma está processando Chimbinha por estelionato
Reprodução/Facebook
Joelma está processando Chimbinha por estelionato


A reportagem do iG falou com a assessoria de Joelma, que não deu maiores detalhes. "Ela foi resolver um assunto pessoal, que ainda está em fase de apuração. Não podemos falar muita coisa para não atrapalhar as investigações, mas deve finalizar muito rápido", comentou o staff da cantora.

Ainda segundo a Record, Chimbinha teria se apropriado do CPF de duas mulheres para comprar dois chip de celular sem o consentimento das mesmas. O caso é considerado grave, já que usar documentos de outras pessoas sem autorização é crime, e o guitarrista pode até ser detido se for considerado culpado.

As vítimas, que não conhecem Chimbinha pessoalmente, também teriam sido ameaçadas pelo ex-marido de Joelma, o que agravaria sua condição no processo. As duas mulheres compareceram à delegacia ao lado da cantora para também falarem suas versões.

Joelma e Chimbinha estão separados
Divulgação/Record
Joelma e Chimbinha estão separados


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.