Tamanho do texto

Perícia foi feita pela Land Rover, montadora do veículo do sertanejo e não deve ter grandes influências no inquérito

Um relatório técnico feito pela Land Rover, montadora do carro de Cristiano Araújo , indicou que o veículo estava a 179 km/h cinco segundos antes do acidente. Essa é a confirmação de que o motorista Ronaldo Miranda estava acima da velocidade de 110 km/h permitida na BR-153. 

Carro em que estava Cristiano Araújo, a namorada, o empresário e o motorista
Divulgação/PRF
Carro em que estava Cristiano Araújo, a namorada, o empresário e o motorista

A informação foi dada pelo assessor de  Fabiano Henrique Jacomelis , delegado que cuida do inquérito do acidente que matou Cristiano e a namorada,  Allana Moraes . De acordo com ele, o relatório não tem grande importância para a investigação. "Não influencia em muita coisa, é apenas uma informação a mais para ajudar na conclusão do caso", revelou. 

O laudo que influenciará no resultado final das investigações será o da polícia, que também analisa o local do acidente, impacto e frenagem, ao contrário da Land Rover que levou em conta informações de um aparelho instalado no carro que guarda esse tipo de informação.

O motorista Ronaldo já tinha confessado que estava em alta velocidade e que não conseguiu controlar o carro quando um dos pneus furou . Se a alta velocidade for confirmada pelo relatório policial, ele poderá ser julgado por homicídio culposo e ter uma pena de 2 a 4 anos.

Ronaldo Miranda, motorista e amigo de Cristiano Araújo
Reprodução/TV Record
Ronaldo Miranda, motorista e amigo de Cristiano Araújo


O acidente aconteceu na madrugada do dia 24 de julho quando Cristiano, Allana, Ronaldo e o empresário Victor Leonardo voltavam de um show feito pelo cantor em Itumbiara, cidade que fica a 200 km de Goiânia.