Tamanho do texto

Ator usou o Instagram para comentar polêmica de Thaila Ayala, que xingou o Brasil após problemas com a Receita Federal

Dado Dolabella resolveu defender Thaila Ayla na polêmica desta semana. A atriz chamou o Brasil de "País de merda" depois de ser parada pela Receita Federal por causa de um computador que ela afirmava já ter pago os impostos e a declaração movimentou os famosos. Dado Dolabella foi ao Instagram na noite de quinta-feira (16) e afirmou que é a favor de esconder objetos ao entrar no Brasil e ainda criticou o País. 

"Sou a favor de esconder sim!!! Impostos abusivos de ladrões corruptos!!!", disse o ator na rede social. 

Dado Dolabella comenta polêmica com Thaila Ayala
Reprodução/Instagram
Dado Dolabella comenta polêmica com Thaila Ayala



O caso

Thaila foi parada no aeroporto nesta semana e usou o Snapchat para desabafar e criticar o Brasil.O também ator Tuca Andrada entrou na polêmica e comentou: "Se o Brasil é um país de merda ou mesmo se estamos na merda, tenha certeza que é por culpa sua, minha, enfim de todos os habitantes desse país", disse no Facebook. 

Thaila ainda voltou às redes sociais para dar mais detalhes sobre o episódio. "Levanta a mão aí quem acha certo e ficaria feliz de "declarar pela segunda vez o mesmo computador"? Sim, eu declarei ele em novembro e agora tive que declarar novamente por um "erro de sistema"!", afirmou. "E para os que falam que sou politicamente alienada faço parte de 2 grupos de estudo de política, já fiz muito mais pelo meu país do que mais que a metade das pessoas que vieram aqui bater no peito seu patriotismo!", completou. 


Veja a íntegra da legenda postada por Dado Dolabella:

"Qualquer produto (bom) aqui custa no mínimo 5 x mais!!! Fora que se viver honestamente aqui... ninguém sobrevive. É viver para tentar pagar conta e não conseguir!! É imposto em cima de imposto! Roubo em cima de roubo! 4 meses do seu suor por ano vai direto para a boca do leão!!! Sou a favor de esconder sim!!! Impostos abusivos de ladrões corruptos!!! Enquanto não houver a sonhada reforma tributária! Todos os impostos reduzidos a um só de no maximo 6%. Imaginem a qualidade de vida... E o pior é a mídia comprada induzir isso a uma contravenção".