Tamanho do texto

Delegado que comanda a investigação aponta causas prováveis de acidente que matou Cristiano Araújo em Goiás

Fabiano Henrique, delegado responsável por apurar o acidente que matou o cantor Cristiano Araújo e sua namorada, apontou as causas mais prováveis da tragédia. O policial descartou problema nos pneus, como apontado anteriormente. "É um carro novo, modelo 2015, difícil apontar se o pneu furou", informou o delegado.

Entenda as linhas de investigação abaixo:


Mal súbito

"Não verificamos marcas de frenagem, o que nos aponta que o motorista não tomou nenhuma atitude para evitar o acidente. Isso nos leva a crer que sono ou mal súbito do motorista Ronaldo Miranda Ribeiro causaram o acidente. Ele ainda está sendo atendido no hospital e não temos nenhum depoimento até o momento".

Sem o cinto

"Acreditamos que os passageiros da parte de trás do carro (Cristiano Araújo e Alanna, a namorada dele) estavam sem o cinto de segurança porque o corpo dela foi arremessado para fora do veículo, o que possivelmente ocasionou as mortes".

No inquérito, já foi descartada a hipótese de embriaguez ao volante porque Ronaldo passou pelo teste do bafômetro e o resultado foi negativo.

Pneu pode ter sido alterado

De acordo com o apresentador Celso Russomano , do "Programa da Tarde", da Record, os pneus finos do carro foram instalados possivelmente fora do padrão e seriam facilmente danificados ao passar por um buraco na pista, por exemplo. "Essas rodas já têm fadiga, não têm a mesma segurança das rodas que vêm com o carro de fábrica. Essas diferenças podem custar caro pra vida da gente", especulou.

Tragédia na estrada

O cantor sertanejo Cristiano Araújo, de 29 anos, e a namorada, Allana Coelho, de 19 anos, morreram em um grave acidente de carro nesta madrugada (24) em Goiás. Allana morreu no local e Cristiano chegou a ser socorrido, mas morreu no caminho do Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo).



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.