Tamanho do texto

Cássia Kis completa 57 anos como exemplo de vida e um currículo invejável na bagagem. Relembre seus personagens

Cássia Kis Magro completa 57 anos nesta terça-feira (6) com uma história de vida cheia de percalços e um currículo de dar inveja. São 25 papéis entre novelas e minisséries, muitos deles que ficaram eternizados. Como não lembrar de Leila, a assassina de Odeth Roithmann?

Cássia é a mais nova de quatro irmãos e, criança, dividia com eles e os pais um espaço de dois cômodos em São Caetano do Sul, São Paulo. Vivia às turras com a mãe e foi expulsa de casa por ela aos 15 anos. Ela então aderiu ao movimento hippie e começou a pensar no que fazer para ganhar dinheiro. Depois de se matricular na faculdade de Matemática, decidiu que queria mesmo é ser atriz e viajou para o Rio de Janeiro, onde, sem dinheiro, precisou dormir nas ruas. Com a ajuda de um artista popular, conseguiu trabalhos como faxineira e iniciou seu curso de teatro.

Sua estreia na televisão foi em 1979 na novela "Cara a Cara", da TV Bandeirantes. Na Globo, começou em 1983, em dois capítulos de "Caso Especial". Um ano depois, já participava da minissérie "Padre Cícero". 

Curta a fanpage do iG gente no facebook e receba as notícias dos famosos.

Sua primeira grande personagem foi em "Roque Santeiro", na pele de Lulu, mulher de Zé das Medalhas. Mas seu maior destaque chegou em "Vale Tudo", em que a personagem Leila assassinou a grande vilã Odeth Roithmann. Cássia Kis também é muito lembrada pelo papel em "Barriga de Aluguel", em que vivia Ana Lúcia, a mulher que contratava outra para gestar seu bebê.

Seus papéis mais recentes foram em 2014, com as minisséries "Amores Roubados" e "O Rebu".

A atriz, que sofreu de bulimia por 11 anos e foi diagnosticada erroneamente com transtorno bipolar, agora passa por um processo para se livrar dos remédios. Cássia Kis é mãe de quatro filhos e casada com o psiquiatra João Baptista Magro Filho .