Tamanho do texto

Em entrevista a Jô Soares, a atriz fala sobre o novo filme em que interpreta a homossexual Lota de Macedo Soares, "Flores Raras", e comenta que a naturalidade com as câmeras demorou a acontecer. "Até 'Dancin' Days" ficava em desespero toda vez que entrava em uma gravação"

Gloria Pires é entrevistada por Jô Soares
Divulgação
Gloria Pires é entrevistada por Jô Soares



O ‘Programa do Jô’ recebe nesta segunda-feira (26) a atriz Gloria Pires . Duas semanas após a estreia do filme "Flores Raras", Glória fala sobre a longa expectativa por esse trabalho. “Há 17 anos espero para gravar esse longa, desde a compra dos direitos da obra. Esse tempo foi muito bom para aprimorar minha atuação e até mesmo meu inglês”.

Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba notícias dos famosos

Ela também comenta sobre a personagem que interpreta. “ Lota de Macedo Soares foi uma arquiteta visionária, uma mulher que não teve formação acadêmica, mas era curiosa e tinha uma veia artística. Era relativamente desconhecida do público, e agora todos têm a chance de conhecer o seu trabalho”, completa.

Durante o programa, Gloria responde à pergunta em vídeo da colega de profissão, Regina Braga que questiona como foi a relação com a atriz australiana Miranda Otto. “Foi um convívio incrível, a Miranda chegou com uma entrega e uma humildade que tornaram os dois meses de gravação maravilhosos”, relembra. Cheio de elogios e com muito carinho, Jô Soares ainda mostra trabalhos realizados ao longo da carreira da atriz. Glória comenta que a naturalidade com as câmeras demorou um pouco para acontecer. “No começo da minha carreira eu tinha muito medo. Até participar da novela ‘Dancin' Days’ ficava em desespero toda vez que entrava em uma gravação”, finaliza.