Tamanho do texto

Em evento sobre saúde mental infantil nesta terça-feira (28), em São Paulo, a atriz conta que ouve conselhos de Claudia Raia - "ela conhece todos os médicos do mundo todo" -, e revela como é no papel de mãe

Giovanna Antonelli é daquelas mães preocupadas com a saúde dos filhos. E brinca que até há um certo exagero em seu comportamento. "Frequento pediatra mais do que uma mãe normal. Espirrou, estou ligando para o médico. E troco muitas dicas com mães atrizes. A Claudia Raia conhece todos os médicos do mundo todo, escuto muito ela", contou a mãe de Pietro , de 8 anos, da relação com o ator Murilo Benício , e das gêmeas Sofia e Antônia , de dois anos e meio, do casamento com o diretor Leonardo Nogueira .


Curta a fanpage do iG Gente e receba as últimas notícias dos famosos

Durante o bate-papo da Mead Johnson Nutrition sobre saúde mental infantil nesta terça-feira (28), em São Paulo, a atriz ainda revelou os cuidados com as crianças, inclusive sobre alimentação. "Na minha casa não tem porcaria. Todo mundo é alérgico. Brinco com os alimentos, misturo sempre algo nutritivo. Encontrei essa fórmula."

Giovanna, que se despediu recentemente da delegada Helô de “Salve Jorge, prepara-se para seu próximo desafio na profissão e no papel de mãe: ficará 15 dias longe dos filhos. "Vou passar por um momento complicado agora. Sou supermãezona, mas vou ficar fora de casa para gravar 'SOS Mulheres ao Mar', uma comédia romântica. Vou ficar em alto-mar, gravar em um navio”, contou ela. “Estou há seis meses fazendo uma lavagem cerebral em mim e nas crianças, para que eles entendam a distância. O amor está implícito. Eles sabem que os amo", completa. A atriz ainda fala sobre a criação dos filhos, amamentação e o sacrifício para se manter bonita. 

Brincadeira e disciplina

"Apesar de ter uma vida atribulada, faço questão de chegar em casa, tomar banho, e mesmo cansada, brinco com meus filhos. É um prazer", diz Giovanna. Ela ainda contou no bate-papo que seu método de educação é contra a palmada. "Nunca bati no Pietro. Sempre contei até três. Uma vez ele perguntou: 'e depois do três?', eu respondi: 'vem o quatro'", diverte-se.

Giovanna Antonelli
AgNews
Giovanna Antonelli

Prazer na amamentação

"Uma das melhores sensações da minha vida foi amamentar. Infelizmente, o meu organismo não produziu mais leite a partir da segunda gravidez (das gêmeas). No terceiro mês, não tinha mais leite", explicou ela, que passou a alimentar as meninas com um leite que contém a substância DHA (ácido docosahexaenóico), presente no leite materno. "Eu tive que convencê-las a tomar o leite. Tinha que oferecer 15 vezes por dia, ficava neurótica. Elas choravam de um lado, eu chorava de outro."

Sacrifício em nome da beleza

"É um sofrimento me manter bonita. Adoro um prato de massa e uma taça de vinho. Me sinto muito melhor com 37 anos do que com 27, mais por causa do paladar. Me sinto bem fisicamente com essa sensação de prazer com a alimentação em vez de comer chocolate e passar mal, ficar inchada no dia seguinte. Consigo ficar 15 dias sofrendo por um pedaço de pizza, por um chocolate, mas compensa porque me sinto melhor. Mas lógico que não dispenso essas delícias de vez em quando."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.