Hubs de Gente

enhanced by Google
 

Zezé di Camargo

Posição no Ranking dos famosos:
Compartilhar:
  • Nome

    Zezé di Camargo

  • Idade

    47 anos (17/08/1963)

  • Naturalidade

    Pirenópolis (GO)

  • Signo

    Leão

  • Status

    casado com Zilu

Ele nasceu na zona rural de Pirenópolis, filho de um lavrador. Em 1991, estourou com a música “É o Amor”, em dupla com o irmão Luciano. Hoje é um ídolo popular com fazendas em Goiás e Mato Grosso. Mas continua com sotaque caipira, casado com Zilu, a namorada da adolescência, e superou dois momentos difíceis – o seqüestro de seu irmão e a perda da voz – com a mesma fé que o fez construir uma carreira memorável na música.

Ler biografia completa

FAMOSOS RELACIONADOS

  • Junior Lima
  • Daniel
  • Preta Gil
  • Ivete Sangalo
  • Sandy
  • Wanessa

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Todas as notícias

Zezé di Camargo no Twitter

Siga o Twitter do iG Gente

Biografia completa de Zezé di Camargo

BIOGRAFIA

Todos conhecem o início da carreira de Zezé di Camargo, apresentada no fenômeno de bilheteria “2 Filhos de Francisco”, filme dirigido por Breno Silveira que foi visto por mais de 5 milhões de pessoas desde seu lançamento, em 2005.

O sucesso da Conspiração Filmes não tem nada de excepcional. O filme é bom, mas a história que o originou é melhor ainda. Narra a saga da família de Francisco José de Camargo e seus filhos, que abandonaram a zona rural de Goiás e foram parar em Goiânia, empurrados pela necessidade de sobrevivência. Mirosmar começou a se interessar por música antes disso, quando ganhou do pai uma gaita. Aos dez anos, o pai lhe deu um acordeón. Seu sonho era ver os filhos fazendo música. Com o irmão Emival, Mirosmar se apresentava em busca de uns trocados na rodoviária de Goiânia. Foram vistos por um empresário e daí começou a carreira da dupla, apelidada de Camargo e Camarguinho.

As longas viagens pelo estado de Goiás quase fez com que abandonassem a carreira, pressionados por dona Helena, mas acabaram ampliando o campo de ação e viajando para mais longe, agora sob a alcunha Deybi e Deberson. Na volta de uma viagem ao Maranhão, um acidente rodoviário matou Emival e deixou Zezé dois dias em coma induzido.

Durante três anos, o trauma deixou Mirosmar fora dos palcos. Ele veio para São Paulo na década de 70, e deixou a família em Goiânia. O pai era pedreiro – aposentou-se como mestre de obras – e a mãe era lavadeira e cozinheira em restaurantes.

Em São Paulo, formou a dupla Zezé & Zazá, com um amigo, e chegou a gravar três discos sem repercussão. A partir de 1984, lançou dois álbuns-solo. A frustração maior era que ele chegou a escrever músicas que se transformavam em hits na voz de outros músicos, como “Aconchego” e “Solidão”, gravados por Leandro & Leonardo, “Perdão, Amor”, por Matão e Monteiro, “Gostoso Pecado”, com a dupla Chrystian e Ralf e “Foge de Mim”, com Chitãozinho & Xororó.

Faltava apenas formar a dupla certa, o que aconteceu quando ele se reuniu a outro irmão mais novo, Wlson David de Camargo, apelidado de Luciano. Em 1991, a dupla gravou “É o Amor” e o resto da história todos sabem: o sucesso da dupla Zezé di Camargo & Luciano.

<span>Zezé di Camargo bebê</span> - <strong>Foto: Divulgação</strong> <span>Zezé di Camargo e sua esposa Zilú</span> - <strong>Foto: Divulgação</strong> <span>Zezé di Camargo em seu disco solo</span> - <strong>Foto: Divulgação</strong> <span>Zezé di Camargo e família no casamento de Luciele di Camargo e Denilson</span> - <strong>Foto: Divulgação</strong> <span>Zezé di Camargo e sua filha mais velha também cantora, Wanessa</span> - <strong>Foto: Divulgação</strong> <span>Zezé di Camargo & Luciano, uma das duplas sertanejas mais famosas do Brasil</span> - <strong>Foto: Divulgação</strong> <span>Zezé di Camargo & Luciano, o famoso albúm "É o amor"</span> - <strong>Foto: Divulgação</strong>

Ao lado de Zazá

Caminho do Além (1980)
Berço do Mundo (1982)
Festa dos Quinze Anos (1984)

Álbuns solo

Zezé di Camargo (1986)
Zezé di Camargo (1988)

Depois da morte do garoto Emival num acidente de automóvel, o golpe mais cruel vivido pela família do ex-lavrador Francisco José começou no dia 18 de dezembro de 1988. A dias do Natal, seu filho Wellington José Camargo, 28 anos, paraplégico desde os 2 em conseqüência de poliomelite, foi arrancado de sua cadeira de rodas na periferia de Goiânia por seqüestradores, que o mantiveram em cativeiro até o dia 21 de março de 1999. Durante mais de três meses, negociações se arrastavam e a polícia investigou 57 possíveis locais onde ele estivesse escondido, sem sucesso.

O clímax dessa tragédia ocorreu dias antes da conclusão do caso. O pedido inicial de resgate era 5 milhões de dólares. Quando a família já tinha acertado tudo para que o resgate fosse pago com 30.000 dólares, o apresentador Ratinho, em seu programa no SBT, sugeriu em pleno ar que a população fizesse uma “vaquinha” para obter a quantia pedida pelos seqüestradores. No dia seguinte, chegou um pacote à TV Serra Dourada, retransmissora do SBT em Goiânia, com um pedaço da orelha de Wellington.

Depois deste percalço, Wellington foi finalmente libertado, mas a família nunca mais retomou a tranqüilidade. A verdade é que, em sete anos de carreira, naquela época, Zezé di Camargo & Luciano se tornaram milionários da noite para o dia e sequer percebiam isso. Todos passaram a ter seguranças e carros particulares, e Zezé mandou Zilu e os filhos –Wanessa, Camilla e Igor – para Miami. Mora em uma casa no condomínio de Alphaville em São Paulo, assim como seu irmão, Luciano.

Em 2006, outro susto na vida de Zezé di Camargo. Sem saber, ele tinha um cisto numa das cordas vocais que se rompeu e o deixou sem potência na voz. Depois de operado, tinha medo de começar a falar e perceber que jamais se recuperaria. Nada disso. Sua carreira continua a toda. “Zezé mal acaba um disco e já tem o próximo na cabeça”, derrama-se o irmão Luciano. “Como não admirá-lo e respeitá-lo?”
 

Ver de novo