Astrólogo disse que se sentiu flutuando durante sua estadia em hospital, após sofrer um ataque cardíaco

Walter Mercado em evento na Flórida, em maio de 2007
Getty Images
Walter Mercado em evento na Flórida, em maio de 2007
O famoso astrólogo porto-riquenho Walter Mercado disse nesta terça-feira (14) que viveu um "inferno" e se viu como um "espírito" enquanto passava por uma cirurgia a que foi submetido após sofrer um ataque cardíaco em janeiro deste ano .

Durante entrevista coletiva em sua residência, em San Juan, em Porto Rico, Mercado lembrou que se sentiu "flutuando" enquanto convalescia no hospital de Cleveland, Ohio, nos Estados Unidos, mas que apesar disso sempre acreditou em sua recuperação.

Siga o iG Gente no Twitter e receba as notícias das celebridades em tempo real

"Muita gente conta que sai flutuando. Eu me vi assim, estive lutando contra toda negatividade", afirmou o astrólogo de 79 anos.

Mercado relatou que seu calvário começou durante a festividade do Dia dos Reis em Porto Rico, quando começou a sentir problemas respiratórios que o obrigaram a dar entrada num hospital de San Juan.

Em seguida, foi transferido para outro centro médico, onde foi informado que se quisesse ser tratado deveria ir para um hospital nos Estados Unidos especializado em pacientes com problemas cardiovasculares.

"Vivi duas semanas que não foram agradáveis. Em alguns momentos eu via tudo escuro, mas pedia a Deus que me iluminasse e via milhares de luzes de pessoas que oraram por mim", revelou.

"Tinha confiança em Cristo. Pareço frágil, mas me vejo forte e indestrutível", acrescentou.

O astrólogo disse ainda que durante todo seu calvário recebeu apoio de fãs em países como China, Japão, Islândia, Espanha, Portugal e até mesmo do próprio presidente dos Estados Unidos, Barack Obama .

Acrescentou que agora se sente com energia e força interior, por isso agora quer se didicar a "servir e dar" por meio de sua fundação, a Shanti Ananda.

Mercado explicou que o dinheiro com o qual manterá a instituição virá da venda das extravagantes capas que utilizava nos anúncios televisivos que aparecia.

O astrólogo explicou que a fundação, que segundo ele não seguirá nenhum credo, será dedicada a ajudar a crianças com problemas físicos e mulheres que sofreram violência.

"Agora quero trabalhar por um Porto Rico melhor", finalizou

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.