Hubs de Gente

enhanced by Google
 

Wagner Moura

Posição no Ranking dos famosos:
Compartilhar:
  • Nome

    Wagner Moura

  • Idade

    34 anos (27/06/1976)

  • Naturalidade

    Rodelas (BA)

  • Signo

    Câncer

  • Status

    casado com Sandra Delgado

Wagner Moura é considerado um dos melhores atores de sua geração. Depois de bons papéis na Globo, abriu mão de um contrato exclusivo com a emissora e fez trabalhos memoráveis no cinema. O principal é o Capitão Nascimento, seu personagem nos dois “Tropa de Elite”. Desde 2000, acumula mais de 20 filmes no currículo. No período, atuou em duas novelas. É casado com a jornalista e fotógrafa Sandra Delgado e tem dois filhos.

Ler biografia completa

FAMOSOS RELACIONADOS

  • Rodrigo Santoro
  • Taís Araújo
  • Caio Blat
  • Alessandra Negrini
  • Selton Mello
  • Camila Pitanga

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Todas as notícias

Wagner Moura no Twitter

  • cesarribeirojr Wagner Moura, Letícia Sabatella e Camila Pitanga protestam contra #morte de trabalhadores no #Pará http://t.co/o1PiGXR BRAVO! BRAVO! Biss..
  • cesarribeirojr Wagner Moura, Letícia Sabatella e Camila Pitanga protestam contra #morte de trabalhadores no #Pará http://t.co/o1PiGXR BRAVO! BRAVO! Biss..
  • _jaquelinedias_ Wagner Moura, Camila Pitanga e Letícia Sabatella apoiam trabalhadores rurais que são ameaçados de morte no Pará http://t.co/B5DpTgW
  • _jaquelinedias_ Wagner Moura, Camila Pitanga e Letícia Sabatella apoiam trabalhadores rurais que são ameaçados de morte no Pará http://t.co/B5DpTgW
  • emersonlins Parabéns a Camila Pitanga, Letícia Sabatella e Wagner Moura pelo apoio dado aos condenados à morte no Pará.
  • _gabicesarino16 Wagner Moura, eu já te amava antes do seu depoimento pro Fantástico, agora então... Camila Pitanga e Letícia Sabatella idem.
  • emersonlins Parabéns a Camila Pitanga, Letícia Sabatella e Wagner Moura pelo apoio dado aos condenados à morte no Pará.
  • _gabicesarino16 Wagner Moura, eu já te amava antes do seu depoimento pro Fantástico, agora então... Camila Pitanga e Letícia Sabatella idem.
  • agutecy Diego Luna deve entrar em sci-fi com Wagner Moura e Alice Braga: O ator mexicano Diego Luna (“Milk”) está em neg... http://bit.ly/nlYVo4
Siga o Twitter do iG Gente

Biografia completa de Wagner Moura

BIOGRAFIA

O garoto Wagner Maniçoba Moura nasceu em Rodelas, no norte da Bahia, a 550 km de Salvador, quase divisa com Pernambuco. A cidade original tinha três ruas e não existe mais, submersa pela represa de Itaparica. Uma nova Rodelas foi construída, tem 7 mil habitantes e cerca de 2 mil km de extensão. Wagner não é dos modernos nascidos no Recôncavo, à beira do mar, no sul da Bahia. É do sertão nordestino, nasceu perto de Canudos, o local da insurreição sertaneja que causou um banho de sangue no início do século XX.

De qualquer forma, ainda garoto foi morar em Salvador e chegou a morar no Rio de Janeiro. É que seu pai mudava de lugar, graças a seu trabalho como militar da Aeronáutica, o sargento José que, segundo Moura, nada tem do violento Capitão Nascimento. A mãe, Alderiva, era dona de casa. Tem uma irmã mais nova, Lediane.

Começou a fazer teatro amador ainda na escola, com o grupo “Pasmem”. Formou-se em jornalismo pela Universidade Federal da Bahia e chegou a exercer a profissão. Mas o que deu certo mesmo foi a carreira de ator, “inclusive financeiramente, para minha surpresa”, diz. De 1992 a 1999 fez teatro em Salvador.

Em 2000, viajou para o Rio com o espetáculo “A Máquina”. No elenco, estavam os amigos Lázaro Ramos e Wladimir Brichta. No mesmo ano, fez uma ponta no longa “Sabor da Paixão”, com Murilo Benício  e Penélope Cruz . Trabalhou ainda em “Abril Despedaçado” (2000), de Walter Salles Jr.. Em 2003, estourou no filme “Deus é Brasileiro”, de Cacá Diegues, ao lado de Antonio Fagundes, e foi aprovado em um teste para atuar no filme “Carandiru”, de Hector Babenco, em que interpretou o traficante Zico.

Em 2003 começou sua carreira na Globo, já que Antonio Fagundes o convidou para interpretar um personagem no seriado “Carga Pesada”. O salto na carreira e na fama foi enorme: no mesmo ano gravou a minissérie “Sexo Frágil”, em que cinco atores interpretam simultaneamente papel masculino e feminino. A ideia é de Luis Fernando Veríssimo e a adaptação de Guel Arraes. Wagner Moura é Edu/Magali e seu amigo dos tempos de Salvador, Lázaro Ramos, é Fred/Priscila/Malu. Em 2005/2006 firmou- se na TV com o protagonista da novela “A Lua Me Disse”, de Miguel Falabella, e no seriado “JK”, em que interpretou o presidente Juscelino Kubitschek na juventude. Em 2008, foi eleito pela Associação Paulista dos Críticos de Arte (APCA) melhor ator de TV por seu papel do vilão Olavo em “Paraíso Tropical” (2007).

Em 2007, são lançados dois filmes com sua participação: a comédia “Ó, Pai, Ó”, de Monique Gardemberg, e “Tropa de Elite”, que conquista o Urso de Ouro como Melhor Filme no Festival de Berlim  e o consagrou como “Capitão Nascimento”. Produziu em 2009 o espetáculo de teatro “Hamlet”, em que interpreta o personagem- título, sob direção de Aderbal Freire-Filho.

Voltou como Capitão (e Coronel) Nascimento em “Tropa de Elite 2” (2010), filme visto por mais de 10 milhões de pessoas e um fenômeno do cinema nacional desde a retomada, em 1995. Wagner Moura, além de protagonista, é um dos produtores.

Recentemente, Wagner Moura atuou em “Vips”, filme que será lançado em 2011, sobre o golpista Marcelo Nascimento Rocha, que realiza vários estelionatos e se faz passar por presidente da empresa aérea Gol numa festa. “O roteiro do Bruno Mantovani (“Tropa de Elite”) é genial”, diz ele.

Moura tem sido sondado por produtores internacionais, que lhe mandam roteiros para avaliação: “até agora, não apareceu nenhum papel que valha a pena”, disse. “Todos os bons papéis estão com o
Javier Barden, brinca.

 

<span>Wagner Moura no filme "Tropa de Elite", maior sucesso de sua carreira</span> - <strong>Foto: Divulgação</strong> <span>O ator em cena no "Tropa de Elite 2", que se tornou o filme nacional mais visto em 2010</span> - <strong>Foto: Divulgação</strong> <span>Wagner Moura com a esposa, a fotógrafa Sandra Delgado, com quem tem dois filhos, Bento e Salvador</span> - <strong>Foto: AgNews</strong> <span>O ator durante um passeio com seu filho,Bento, no Rio de Janeiro</span> - <strong>Foto: AgNews</strong> <span>O ator nas gravações da novela "Paraíso Tropical", no papel de Olavo. Onde contracenou com Camila Pitanga, no papel da prostituta Bebel</span> - <strong>Foto: TV Globo</strong>

 

Televisão

Novelas

2007 – Paraíso Tropical
2005 – A Lua Me Disse

Minisséries e especiais

2009 – Som & Fúria
2009 – Casseta & Planeta, Urgente!
2006 – Sitcom.br
2006 – JK – Juscelino Kubitschek de Oliveira
2004 – A Grande Família
2004 – Programa Novo
2003 – Sexo Frágil
2003 – Fazendo História
2003 – Cena aberta
2003 – Carga Pesada

Cinema

2000 – Woman on Top
2001 – Abril Despedaçado
2002 – As Três Marias
2003 – Deus é Brasileiro
2003 – Carandiru
2003 – O Homem do Ano
2003 – O Caminho das Nuvens
2004 – Nina
2005 – Desejo (curta)
2005 – Cidade Baixa
2005 – A Máquina
2007 – Ó, Pai Ó
2007 – Saneamento Básico, O Filme
2007 – Ópera do Mallandro (curta)
2007 - Tropa de Elite
2008 - Romance
2008 - Blackout (curta)

2009 – Mataram Irmã Dorothy (narrador em documentário)
2010 – Tropa de Elite 2
2011 – Vips
2011 –O Homem do Futuro 

Teatro

2008 – Hamlet
2005 – Dilúvio em Tempos de Seca
2002 – Os Solitários
2000 – A Máquina
1999 – Abismo de Rosas
1996 – A Casa de Eros
1996 – Cuida Bem de Mim

Wagner Moura é casado com a jornalista e fotógrafa Sandra Delgado e tem dois filhos: Bem (2006) e Salvador (2010). Mora no Rio de Janeiro com a família e preserva sua intimidade. Recentemente deu entrevistas em que abriu sua casa e mostrou que tem um canto especial, uma espécie de sótão, que usa para se isolar do mundo quando precisa.

Não costuma se meter em polêmicas e não gosta de ser assediado por fotógrafos, mas não tem papas na língua quando o assunto é política. Posiciona-se claramente, declara seus votos, como fez nas eleições de 2010, e dá opiniões sobre a criminalidade no Rio, assunto tratado pelos dois “Tropa de Elite”.

“Acho que a presença das Unidades pacificadoras da polícia nas comunidades é um passo apenas para o Estado dar as caras nas comunidades. Agora precisam subir os hospitais, escolas, parques”, diz o ator. “Tropa de Elite 2 fala das milícias, que tomam o lugar do Estado e organizam as comunidades de acordo com seu poder pessoal. Isso é um erro, que a política oficial deve corrigir”.

O ator se disse recentemente desencantado com o Partido dos Trabalhadores (PT), em qual sempre votou, e fala animadamente sobre o projeto de seu amigo, José Padilha, diretor de “Tropa de Elite”, tem para o próximo ano: filmar “Nunca Antes na História desse País”, sobre o episódio do mensalão.

Wagner Moura trabalhou como co-produtor para arrecadar fundos e filmar “Tropa de Elite 2”. Agora pensa em um filme épico sobre Serra Pelada. Ainda fala em atuar ao lado de Selton Mello e companheiros que conheceu em “Tropa de Elite” e atuaram com ele em sua produção “Hamlet”, como atores Tonico Pereira, Felipe Koury, Caio Junqueira e Fábio Lago.

Moura também comemora os bons tempos que o cinema brasileiro vive atualmente. “Fiz uma ficção científica esse ano (“O Homem do Futuro”). Já pensou se isso seria possível no Brasil antes?”, disse
recentemente ao programa “Roda Viva”, da TV Cultura.

Ver de novo