Ator teria agredido verbalmente a ex-mulher e riscado seu carro com palavras ofensivas

Viviane Sarahyba e Dado Dolabella
Ag.News
Viviane Sarahyba e Dado Dolabella
Ex-mulher de Dado Dolabella , Viviane Sarahyba prestou nova queixa contra o ator na noite de quarta-feira (29). A publicitária afirmou ter sido agredida verbalmente por Dado. Segundo Rafael Willis Fernandez, delegado titular da 16ª DP (Barra da Tijuca), onde foi registrada a queixa, Dado também riscou o carro de Viviane com palavras de baixo calão, como “piranha” e “vadia”.

O delegado garantiu ainda que medidas protetivas para Viviane Sarahyba já foram solicitadas. A partir desta quinta-feira (30), o ator deve manter pelo menos 300 metros de distância e não pode sequer falar com sua ex, com quem se casou em setembro de 2009 .

Dado Dolabella será intimado a depor na próxima segunda-feira (3) e, por ser reincidente, pode até ser preso com base na lei Maria da Penha. Em agosto deste ano Dado foi condenado por lesão corporal a dois anos e nove meses de prisão em regime aberto e a participar do Grupo Reflexivo para Homens Autores de Violência Doméstica. A ação foi movida pela atriz Luana Piovani , em outubro de 2008, após afirmar ter sido agredida por seu então noivo na boate 00, na Gávea.

Relembre o caso

No dia 19 de agosto de 2010, onze meses após terem subido ao altar, Viviane Sarahyba entrou com um pedido de separação de corpos no Cartório da 1ª Vara de Família Regional da Barra da Tijuca. Consta da decisão da juíza Ane Cristine Scheele Santos que Viviane apresentou “farta documentação que comprova que a Autora vem sofrendo agressões físicas por parte do Réu”. Baseada nisso, a juíza determinou que ele se afastasse do lar.

Com um filho em comum, o pequeno João Valentim, de 1 ano, Dado e Viviane continuaram se encontrando esporadicamente, já que ambos têm direito a guarda compartilhada do menino. Dado também é pai de Eduardo, fruto de um rápido relacionamento com a estudante Fabiana Vasconcelos Neves, que nasceu apenas um mês antes de João Valentim.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.