Jornalista vai comandar o novo Rockgol a partir de março

Eduardo Elias: da ESPN para a MTV
Camila Pereyra/MTV
Eduardo Elias: da ESPN para a MTV
No final de dezembro, Eduardo Elias trocou a ESPN pela MTV. Com a saída da dupla Marco Bianchi e Paulo Bonfá , o jornalista deixou o comando do "Bate Bola” no canal esportivo para apresentar o Rockgol, que em 2011 terá novo formato.

"Antes o Rockgol era um programa de humor com toque de jornalismo. Agora inverteu a equação", explicou ele, que está ansioso pela estreia. "Eles (Bonfá e Bianchi) eram bem conhecidos, tinham uma pegada forte. Eu encaro esta nova fase como um desafio muito grande, estou confiante. Sei que devo enfrentar uma resistência, comparações e tal, mas as pessoas vão acabar se acostumando com o meu jeito. Vou com tudo. Ou melhor, como dizem alguns jogadores, vou dar o melhor de si (risos)", garante.

Elias começou a trabalhar na MTV nesta semana. Inicialmente, vai acertar detalhes com a direção da atração e gravar alguns pilotos. Será um programa de auditório, com a participação de convidados, apresentado às segundas-feiras, a partir de março, quando estreia a nova programação da MTV.

"Não vai ser uma mesa redonda. A ideia é deixar os convidados bem à vontade. Precisa ter uma dose de humor, mas ainda não está fechado se será um quadro ou um humorista. Vamos discutir mais detalhes na semana que vem”, adiantou ele, que nos tempos de ESPN comandou o "Dia de Craque”, um quadro com um toque de humor. Durante a Copa da África do Sul, por exemplo, Elias foi para as ruas e convocou personagens para tentar refazer jogadas e gols históricos.

Jornalista vai comandar o Rockgol
Camila Pereyra/MTV
Jornalista vai comandar o Rockgol
Aos 40 anos, ele acredita que a mudança na carreira veio em boa hora. "A Raquel ( Affonso , diretora de programação da MTV) me chamou para conversar em dezembro. Desde o começo eu senti que tudo me dizia para aceitar o convite. No dia em que ela me ligou, houve uma mudança na escala e tive que apresentar o programa de manhã. Então logo depois eu marquei a reunião com Raquel", contou.

Coincidência ou destino? Para ele, é uma questão mística. "Eu já tinha oito anos de ESPN e estava um pouco acomodado. Acredito nesta coisa mística, acho que era para acontecer assim, o mundo estava me levando para isso", completou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.