Vale a pena ver de novo: "Dancin´Days", a volta de um clássico

33 anos depois, novela acaba de ser lançada em DVD e ganha remake lusitano em 2012

Lufe Steffen, especial para o iG Gente |

Reprodução
"Dancin' Days", novela de 1978, acaba de ser lançada em DVD, e ganha remake português em 2012


Julia Matos ( Sônia Braga ) passou 11 anos presa, e foi sua irmã, a milionária Yolanda Pratini ( Joana Fomm ), quem criou a sua filha, Marisa ( Glória Pires ). Júlia Mattos tenta se aproximar da filha, que a repele. Então Júlia vai para a Europa e volta tempos depois, arrasando na pista de dança da discoteca Dancin´Days e usando a famosa meinha de lurex que ficou conhecida como "meia Dancin' Days". Se você não viu na primeira exibição, em 1978, pode ver agora: um dos maiores clássicos da teledramaturgia brasileira foi lançado em DVD. Uma novela com aura de "cult" e "pop", o sucesso de Gilberto Braga tem tudo para virar assunto outra vez.

Imagens cinematográficas

A Globo Marcas colocou no mercado no final de outubro um box com 12 DVDs que contêm uma versão compactada da obra. Essa é a terceira novela lançada em DVD pela Globo - a primeira foi "Roque Santeiro" (1985), a segunda "Irmãos Coragem" (1970). A edição em DVD de "Dancin' Days" apresenta imagens deslumbrantes, digitalizadas com perfeição - o efeito impressiona, dando às cenas rodadas em 1978 um nível cinematográfico.

Remakes e reprises

A caixa de DVDs é uma opção válida para quem quer rever a versão original da trama, ou vê-la pela primeira vez. Mas tem novidade vindo por aí. A Globo, em parceria com a emissora portuguesa SIC, prepara um remake da novela. A produção deve estrear em Portugal em 2012. No papel principal, o da ex-presidiária Júlia Matos, estará a atriz lusitana Joana Santos , de 25 anos.

Divulgação
A atriz portuguesa Joana Santos será Júlia Matos no remake lusitano de "Dancin' Days"

Uma iniciativa semelhante aconteceu em 2002, quando a Globo se uniu à rede norte-americana Telemundo para produzir um remake de "Vale Tudo" (1988). "Vale Todo" foi realizada em espanhol e exibida no mercado hispânico dos EUA, sem muita repercussão.

"Dancin' Days" já estava na pauta dos remakes desde os anos 90. Em 1997, a Globo anunciou que faria uma nova versão da novela. Esta seria exibida às 18h, e teria o ritmo do axé substituindo a discoteca da versão original. Malu Mader , Glória Pires e Leandra Leal assumiriam os papéis de Sônia Braga, Joana Fomm e da própria Glória, respectivamente. O axé foi escolhido por estar no auge da moda nos anos 90. Mas esse remake foi descartado, e a Globo optou por um remake de "Pecado Capital" (1976) - que acabou indo ao ar em 1998.

Na época, surgiu também a possibilidade de uma reprise de "Dancin´Days" no "Vale a Pena Ver de Novo", comemorando os 20 anos da novela. Mas essa ideia também foi descartada, e os fãs e curiosos continuaram na expectativa. Finalmente, em 2011, sai a versão da novela em DVD. Mas afinal, por quê "Dancin' Days" é tão cultuada?

A trama

Reprodução
Júlia Matos (Sônia Braga) na prisão, e logo após ser libertada: heroína fragilizada

"Dancin' Days" foi a estreia do autor Gilberto Braga no horário das 20h. O novelista usou uma ideia da colega Janete Claire : uma mulher sai da prisão e tenta reconquistar o amor da filha, que foi criada com luxo e mimos pela tia rica. Começa um embate entre as duas mulheres, disputando o amor da garota. Essa trama foi de certa forma revisitada 30 anos depois por João Emanuel Carneiro em "A Favorita" (2008) - Flora ( Patrícia Pillar ) e Donatela ( Claudia Raia ) disputavam Lara ( Mariana Ximenes ), filha de Flora. Flora saía da prisão após alguns anos, acusada de assassinato. A diferença é que Flora e Donatela não eram irmãs, e Flora era de fato uma criminosa psicopata.

Em "Dancin' Days", a trama central era essa: Júlia Matos (Sônia Braga) atropelou e matou acidentalmente um homem, durante um Carnaval na década de 60. Condenada a 22 anos de prisão, cumpre metade da pena. Ao sair da cadeia, pretende se reaproximar da filha, que é dominada pela tia, socialite, que a criou com base em seus princípios de vida, opostos aos da irmã. Yolanda, que se casou com um homem rico para mudar de vida, deseja o mesmo para a sobrinha. Júlia acredita em outros valores e quer influenciar a filha.

Reprodução
Júlia (Sônia Braga) revela a Marisa (Glória Pires) que é sua mãe, no dia do casamento da garota

Yolanda e Júlia iniciam um duelo que perdurará durante toda a história. A cruel e egoísta Yolanda tenta afastar Júlia da filha, usando para isso algumas armações e muito terrorismo psicológico. A frágil heroína acaba revelando toda a verdade para a filha, no dia em que a garota vai se casar. Marisa reage mal, Júlia toma um porre, dá um escândalo na festa do casamento, e acaba presa novamente.

Após passar mais seis meses na cadeia, Júlia decide se vingar de todos. Ao ser libertada, fica noiva do milionário panaca Ubirajara ( Ary Fontoura ), viaja para a Europa com a amiga Solange ( Jaqueline Laurence ) e retorna transformada: ela agora é uma "pantera", preparada para brigar à altura de Yolanda. Começa aí a segunda fase da novela.

Reprodução
A nova fase de Júlia (Sônia Braga): uma mulher exuberante, noiva do ricaço panaca Ubirajara (Ary Fontoura)

Quem era quem

Além do trio feminino central, a novela contava com um elenco de peso. Antônio Fagundes vivia Cacá, o diplomata em crise que se envolve com Júlia, sem saber nem o nome da moça. Cláudio Corrêa e Castro e Beatriz Segall viviam Franklin e Celina, os pais de Cacá. José Lewgoy era Horácio, o marido de Yolanda. Mário Lago viveu Alberico Santos, um nostálgico que vivia do passado, cultuando a Copacabana dos anos 40. Yara Amaral interpretou a neurótica Áurea, em um trabalho memorável. Pepita Rodrigues e Mílton Moraes formavam o casal de namorados Carminha e Jofre.

Reprodução
Mílton Moraes e Pepita Rodrigues viveram Jofre e Carminha em "Dancin' Days"


Pepita era uma das grandes estrelas da Globo na época, casada com Carlos Eduardo Dolabella . Após o término de "Dancin' Days", ela engravidou e deu à luz, em julho de 1980, Dado Dolabella . "Dancin' Days" foi o último grande trabalho da atriz. Depois, ela atuou em "O Amor é Nosso!" (1981) e sumiu do mapa, retornando em 2005, como mãe de Adriana Esteves em "A Lua me Disse" (2005).

Uma grande surpresa foi o trabalho de Joana Fomm. Inicialmente escalada para viver Neide, a empregada de Celina, Joana foi catapultada para o papel de Yolanda - esta seria encarnada por Norma Bengell , que se desentendeu com a direção e saiu da novela, mesmo após ter gravado 20 capítulos.

Joana assumiu o papel de Yolanda e foi um dos maiores charmes da novela. A partir dali, a atriz se especializaria em interpretar vilãs pérfidas.

Reprodução
Joana Fomm, Reginaldo Faria e Sônia Braga em "Dancin' Days": Joana fez sucesso como a vilã Yolanda Pratini

E até celebridades da vida real apareceram em "Dancin' Days", interpretando elas mesmas. Gal Costa, Danuza Leão e Hildegard Angel são algumas delas. Gal aparece em uma festa na casa de Júlia, e até cantarola os sucessos "Folhetim" e "Tigresa".

Febre da discoteca

A novela aproveitou também a febre da discoteca, que reinava nos EUA desde 1977, com o sucesso do filme "Os Embalos de Sábado à Noite", e que ganharia o Brasil e o mundo em 1978.

No Rio de Janeiro, o produtor Nelson Motta criou a discoteca The Frenetic Dancin' Days, que durou de agosto a novembro de 1976, em uma galeria no Shopping da Gávea. Em julho de 78, ao estrear a novela "Dancin' Days" - cujo título se inspirava no empreendimento de Motta -, a Globo jogou mais lenha na fogueira. E assim, no mesmo ano, Nelson Motta reabria o The Frenetic Dancin' Days - desta vez em versão turbinada, no Morro da Urca.

Na trama da novela, Horácio cria a discoteca 17, inspirada na nova iorquina Studio 54. Na metade da história, Hélio ( Reginaldo Faria ) reforma o local, e abre a discoteca Dancin' Days - em cuja noite de inauguração Júlia volta da Europa, e dá um show de dança na pista, ao lado do Dzi Croquette Paulette ; uma cena famosíssima.

Reprodução
Sônia Braga e Paulette na famosa cena de inauguração da discoteca Dancin' Days

Também nessa inauguração, As Frenéticas aparecem cantando o tema de abertura da novela. O grupo feminino havia nascido na verdadeira The Frenetic Dancin' Days, e virou um sucesso nacional. A música "Dancin' Days", de Nelson Motta e Ruban , foi composta especialmente para a novela e gravada pelas seis mulheres, que estavam no auge da carreira.

Veja também: Abra suas asas, solte suas feras - As Frenéticas invadem a TV

Modismos

Além da febre da discoteca, existiram outros modismos popularizados pela novela: as meias de lúrex com sandálias de salto, a boneca Pepa - o brinquedo preferido da personagem Carminha -, uma água de colônia com o nome da novela, o penteado molhado e preso com coque de Júlia na segunda fase, o esporte do vôo livre, os LPs com as trilhas sonoras da novela...

Leia também: Os personagens que ditaram moda com seus looks

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=gente%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1597362866049 &_c_=MiGComponente_C

Elenco jovem

Outro charme da novela era o elenco jovem. "Dancin' Days" lançou ou consagrou novas apostas da Globo, que de fato mostraram, nos anos seguintes, que talento e carisma não faltavam. Glória Pires iniciou a novela com 14 anos, e completou 15 durante a produção. Seu sucesso como Marisa transformou-a em estrela da Globo - posto que ocupa até hoje.

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=gente%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1597362866317 &_c_=MiGComponente_C

Marisa formava um triângulo amoroso com Beto ( Lauro Corona ) e Verinha ( Lídia Brondi ). Lauro estreava em novelas e virou um jovem galã de fama nacional, um dos atores mais queridos de sua geração, que teria uma carreira meteórica e brilhante nos 11 anos seguintes - ele faleceu em julho de 1989.

O sucesso da dupla Glória e Lauro levou os dois atores ao "Fantástico", onde eles cantaram "João e Maria", música que, na voz de Chico Buarque e Nara Leão , embalava o romance adolescente da trama.

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=gente%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1597362953219 &_c_=MiGComponente_C

Lídia Brondi vinha do sucesso de sua personagem em "Espelho Mágico" (1977) e também foi alçada à posição de estrela jovem da casa. Após atuar em inúmeras novelas, decidiu abandonar a profissão em 1991. Desde então, evita reportagens e continua sendo cultuada por uma legião de fãs. Mesmo sendo apontada como "a Greta Garbo brasileira", nos últimos tempos Lídia tem sido vista com frequência: as reprises de "Vale Tudo" e "Roque Santeiro" no Canal Viva trouxeram a atriz de volta, e agora o DVD de "Dancin' Days" faz o mesmo.

Leia também: "Roque Santeiro", a melhor novela de todos os tempos

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=gente%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1597362952338 &_c_=MiGComponente_C

Atores falecidos

"Dancin' Days" tem uma particularidade: o excesso de atores já falecidos. Dos 30 atores do elenco principal, 11 já se foram. São eles: Lauro Corona, Mário Lago, Cláudio Corrêa e Castro, Yara Amaral, Mílton Moraes, José Lewgoy, Lourdes Mayer, Gracinda Freire, Renato Pedrosa, Mira Palheta e Osmar de Mattos .

Clímax Final

Exibida originalmente entre julho de 1978 e janeiro de 1979, e reprisada às 22h em 1982, "Dancin' Days" foi um sucesso avassalador que deixou muitas marcas. Uma delas é a famosa cena final, quando as irmãs Júlia e Yolanda finalmente acertam as contas. No salão vazio de uma boate, as duas se atracam em uma luta feroz, até se reconciliarem no final. Foi um dos primeiros "barracos" das novelas, e até hoje é lembrado como inesquecível - vale lembrar que a cena foi inspirada no filme "Momento de Decisão" (1977), onde Shirley McLaine e Anne Bancroft duelavam em uma sequência bastante parecida.

Leia também: Os maiores barracos da TV

Sônia Braga e Joana Fomm costumam lembrar em entrevistas que esta foi a última cena a ser gravada. No último dia de trabalho, o diretor Daniel Filho foi gravando cenas do elenco e dispensando os atores. Deixou para o final, propositalmente, a cena da briga e reconciliação das irmãs. Acertou em cheio: a emoção das atrizes era uma mistura de ficção com vida real. Um pouco dessa vibração pode ser agora revisitada com o DVD de "Dancin' Days".

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=gente%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1597362952915 &_c_=MiGComponente_C


Confira na galeria outros momentos marcantes de "Dancin' Days "

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&BANCO=externo&_PAGENAME_=gente%2FMiGGaleria_C%2FMiG_GaleriaDeNoticia&_cid_=1597362953978&_c_=MiGGaleria_C

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG