Ratinho, Gugu, Márcia Goldsmith e Mara Maravilha são apenas alguns dos astros que estouraram na TV de Sílvio Santos

Ao longo de seus 30 anos de existência , o SBT lançou inúmeros sucessos , e muitas celebridades para o mundo televisivo. Várias delas foram para emissoras concorrentes posteriormente, enquanto outras permaneceram fiéis à casa. O SBT também deu chance a artistas já consagrados que buscavam novos prismas para suas carreiras. Relembre agora os principais representantes dessas categorias.

Nascidos no SBT

Mara Maravilha, na época em que comandava infantis no SBT
Reprodução
Mara Maravilha, na época em que comandava infantis no SBT

Uma das marcas de Sílvio Santos no comando do SBT foi descobrir novos talentos, e apostar neles. No terreno infantil, o empresário deu as primeiras oportunidades para Mara Maravilha , Mariane e Eliana . Cada uma delas foi apresentadora de programas infantis: "Show Maravilha", "Mariane" e "Bom Dia & Cia.".

Hoje, Mara é cantora gospel e se especializou no ramo. Mariane sumiu da mídia durante alguns anos, e retornou ao SBT em 2010, participando do "Show de Calouros", entre outros programas da casa.

Eliana: revelada no SBT, foi para a Record, mas retornou à emissora original
Divulgação/SBT
Eliana: revelada no SBT, foi para a Record, mas retornou à emissora original

Eliana é de longe a mais bem-sucedida. Após comandar os infantis no SBT, migrou para a Record. Lá, fez algumas produções ainda no gênero infantil, e depois mudou para projetos adultos. Em 2009, voltou para o SBT, onde continua apresentando o programa que leva seu nome.

No terreno masculino, Sílvio foi o descobridor de dois famosos "sucessores" do patrão. O primeiro foi Gugu Liberato . Ele já trabalhava nas empresas de Sílvio antes mesmo da criação do SBT. Nos anos 80, despontou como o principal herdeiro do chefe na liderança dos auditórios.

Gugu Liberato recebe Sandy e Júnior no
Reprodução
Gugu Liberato recebe Sandy e Júnior no "Viva a Noite"

Gugu comandou "Viva a Noite", "Cidade Contra Cidade", "Passa ou Repassa", "Sabadão Sertanejo" e o "Domingo Legal", entre outros. Mas em 2009 foi para a Record, onde está até hoje, com seu "Programa do Gugu".

O outro pupilo de Sílvio é Celso Portiolli . Ele surgiu no SBT no início dos anos 90, e logo passou a apresentar programas como "Passa ou Repassa" - que já tinha sido de Gugu -, "Curtindo uma Viagem" e "Xaveco". Atualmente permanece na emissora, no comando do "Domingo Legal" - também ex-programa de Gugu.

Celso Portiolli, ainda à frente do
Divulgação/SBT
Celso Portiolli, ainda à frente do "Domingo Legal"

Márcia Goldschmidt apareceu no final dos anos 90, no auge dos chamados programas "de barraco". Ela foi a escolhida para apresentar um projeto que acabou levando seu nome: "Márcia". Lá, pessoas contavam seus dramas pessoais, financeiros e matrimoniais. E tudo acabava, geralmente, em discussão e até brigas físicas.

"Márcia" foi ao ar entre 1997 e 98. Quando o SBT contratou Ratinho , que vinha da Record, Márcia entrou na geladeira da casa. Depois, apresentou alguns programas no SBT, mas acabou saindo da rede. Foi para a TV Gazeta e se consagrou definitivamente na Band, com o "Hora da Verdade".

Márcia Goldschmidt no comando do
Reprodução
Márcia Goldschmidt no comando do "Márcia", em 1998

Jurados

Um dos mais populares quadros do "Programa Sílvio Santos", o "Show de Calouros" tinha como charme extra a presença dos pitorescos jurados. Muita gente passou por lá, de diferentes origens. Alguns eram apostas especiais de Sílvio Santos.

Sérgio Mallandro foi um deles. Trabalhando como ator e cantor no início dos anos 80, ele atuou como repórter em "O Povo na TV", além de ser jurado dos calouros. Depois da fase SBT, passou por diversas emissoras: Globo, Record, Manchete, Gazeta...

Outros jurados revelados no "Show de Calouros": Wagner Montes, Sônia Lima, Flor, Luís Ricardo - que também era um dos intérpretes do "Bozo".

Estrelas

Hebe Camargo nos anos 80, no SBT
SBT
Hebe Camargo nos anos 80, no SBT

Com o crescimento do SBT, a emissora passou a ter cacife para contratar grandes estrelas da TV brasileira. Em 1986, Sílvio tirou Hebe Camargo da Band. A apresentadora passaria 24 anos na casa, saindo apenas em 2011, quando se mudou para a Rede TV!

Hebe Camargo em seu último programa na emissora de Sílvio Santos
Divulgação/SBT
Hebe Camargo em seu último programa na emissora de Sílvio Santos

Em 1988, foi a vez de Jô Soares. Contratado da Globo desde 1970, Jô queria implantar um programa de entrevistas na linha dos talk shows norte-americanos. No SBT, conseguiu espaço para essa ideia, e nasceu o "Jô Soares Onze e Meia", no ar de 1988 a 2000. Ainda em 2000, ele retorna para a Globo, onde passa a apresentar o "Programa do Jô" - com o mesmo formato de seu programa no SBT. Está no ar até hoje.

Jô Soares entrevista Roberto Carlos no
Reprodução
Jô Soares entrevista Roberto Carlos no "Jô Soares Onze e Meia"

Serginho Groisman vinha de uma carreira de sucesso na TV Gazeta - com o "TV Mix" - e TV Cultura - com "Matéria Prima". Em 1991, estreou no SBT com o "Programa Livre", um sucesso. Assim como Jô, Serginho foi para a Globo em 2000, e segue apresentando o "Altas Horas" nas madrugadas de domingo.

Atualmente, uma das apostas do SBT é herdeira da casa: Patrícia Abravanel, que apresentou o "Festival SBT 30 Anos", e é filha de Sílvio Santos.

Serginho Groisman no
SBT
Serginho Groisman no "Programa Livre", sucesso entre os adolescentes da década de 90




    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.