Fernanda Lima volta ao comando da atração nesta temporada

Cartola (Wilson Rebelo) e Paulinho da Viola (Samuel de Assis)
Renato Rocha Miranda/TV Globo
Cartola (Wilson Rebelo) e Paulinho da Viola (Samuel de Assis)
O primeiro episódio da temporada de 2011 do "Por Toda Minha Vida" será exibido nesta terça (8), na semana do Carnaval, com uma homenagem ao compositor Cartola , fundador da escola de samba Estação Primeira de Mangueira.

O programa será apresentado por Fernanda Lima , que comandava a atração até ser substituída por Camila Pitanga . Como a atriz está na novela " Insensato Coração ", a apresentadora volta ao comando da atração.

Conhecido como "Poeta das Rosas", ele será interpretado pelos atores  (no momento mais maduro de sua vida), Alex Brasil (em sua juventude) e Miguel Oliveira (quando criança), enquanto sua parceira de vida, Dona Zica, será vivida por Marizilda Rosa .

No programa estão os momentos mais importantes da vida do cantor, começando por seu nascimento em uma família de razoável poder aquisitivo, o que explica um pouco o motivo pelo qual ele prezava tanto ternos, chapéus e tinha uma postura alinhada, e a crise econômica pela qual passou, obrigando-o a se mudar para a Mangueira.

As Rosas Não Falam é uma das músicas mais famosas de Cartola
Frederico Rozário/TV Globo
As Rosas Não Falam é uma das músicas mais famosas de Cartola

Ao longo de sua história, merecem destaque também sua maneira otimista e poética de conduzir as maiores dificuldades de sua vida, assim como a paixão pela música (inclusive a erudita) e o tardio reconhecimento de seu sucesso, já que ele gravou seu primeiro LP aos 65 anos de idade.

A atração reúne depoimentos da cantora Beth Carvalho, do compositor Sergio Cabral , da neta e do filho de Zica (oficialmente adotado por Cartola) e dos vizinhos que conviveram com o compositor.

Alex Reis como Cartola aos 32 anos
João Miguel Júnior/TV Globo
Alex Reis como Cartola aos 32 anos

Quem é Cartola

Angenor de Oliveira nasceu em 11 de outubro de 1908, no Catete, zona sul do Rio de Janeiro, e é considerado um dos maiores sambistas da história da música brasileira. É dono de sucessos como "As Rosas Não Falam", "O Mundo é Um Moinho", "Acontece", "O Sol Nascerá" e "Cordas de Aço". Torcedor do Fluminense, ele morreu em 30 de novembro de 1980, vítima de câncer, e o corpo foi velado na quadra da Mangueira, na zona norte do Rio de Janeiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.