Atriz assistiu desfile e levou experiência fashion à trama: “Nós que vivenciamos tantas vidas, estamos sempre observando atitudes"

Nicette Bruno
André Giorgi, iG Gente
Nicette Bruno
Em “Ti-ti-ti”, trama que é voltada para o mundo da moda, Nicette Bruno é mãe do estilista Jacques Leclair. Mas, na vida real, a atriz só visitou uma semana de moda durante toda a carreira. “Há uns quatro ou cinco anos desfilei com algumas crianças para a marca Lilica Ripilica, no Fashion Rio”, contou Nicette durante sua primeira visita ao São Paulo Fashion Week.

A atriz aproveitou uma folga nas gravações e esteve na Bienal do Ibirapuera, em São Paulo, com os filhos Bárbara Bruno e Paulo Goulart Filho . Mas, apesar do ambiente ser o mesmo que o da novela, Nicette não foi fazer nenhum laboratório, e sim, prestigiar o evento. “Meu interesse é ver todo o trabalho de criação brasileira que já está internacional. É uma obra de arte”, elogiou a atriz, antes de seguir para a sala de desfiles da Cori. “Espero que dê tempo de ver o maior número possível de desfiles. Sempre é interessante vivenciar e participar desse movimento, essas energia. Nós, atores, temos como fundamento básico a visualização de tudo isso. Isso fornece elementos para minha profissão. Nós que vivenciamos tantas vidas, estamos sempre observando atitudes. Isso é o que me encanta na profissão”, afirmou Nicette.

A atriz contou ainda que deu uma pausa nas apresentações da peça “O Homem Inesperado”, que estrela ao lado do marido, Paulo Goulart , mas pretende voltar em breve. O motivo do intervalo: as gravações finais de “Ti-ti-ti” e as iniciais de “Morde e Assopra”, da qual Paulo vai participar. Fora isso, segue com o projeto Teatro nas Universidades e comandando um centro comunitário que beneficia os moradores de baixa renda do bairro de Pirituba, em São Paulo.

Elogios antes da despedida

Nicette acredita que as gravações da novela cheguem até o Carnaval e, a trama, até 19 de março. Se falta certeza nas datas, sobra para o sucesso do remake da novela. “Não posso dizer que acompanhei tudo da primeira versão porque enquanto a novela está no ar, nós estamos gravando outros trabalhos ou estamos no palco. Mas a Maria Adelaide Amaral está compondo um entrosamento de novelas. Os personagens e o universo são os mesmos, mas a história criada é outra. O público está gostando e, nós, mais ainda.”

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.