Autor fala sobre "Um Mundo Melhor", sua próxima novela, e Grazi Massafera, uma das protagonistas da trama

Miguel Falabella:
Claudio Augusto
Miguel Falabella: "Se a Grazi for para o teatro e quiser, ela pode se tornar uma grande atriz"

"Por enquanto, a Grazi é uma excelente artista de TV. Mas se ela for para o teatro e quiser, pode se tornar uma grande atriz. Ela tem muito potencial". A frase é de Miguel Falabella , que escreveu um papel para Grazi Massafera na novela "Um Mundo Melhor". A trama vai ao ar ainda este ano na Rede Globo. O ator, autor e diretor esteve em Sâo Paulo nesta quinta-feira (17) para lançar a temporada paulista do espetáculo "Mais Respeito Que Eu Sou Tua Mãe".

Miguel Falabella fala sobre
Claudio Augusto
Miguel Falabella fala sobre "Um Mundo Melhor"
Apesar da recomendação, Miguel diz que ainda não tem projetos de levá-la para os palcos.

"Ela tem uma qualidade que eu admiro muito: é uma dama no meio de tantas cachorras. No meio de tanta p***, a Grazi é uma dama", completou Miguel, que já trabalhou com a atriz em "Negócio da China", de 2008.

A personagem de Grazi se chamará Lucena, modelo que era casada com o protagonista da trama, um procurador de justiça galã que ainda não foi escalado. "Logo no primeiro capítulo, ela está em Buenos Aires, casando com um argentino, e ele vai até lá para tentar reconquistá-la", revelou Miguel.

"Um Mundo Melhor"

"É a comédia da intolerância. Se passa em um templo de consumo com duas líderes comunitárias". A trama terá Giovanna Antonelli como uma das protagonistas. Ela interpretará a filha da governanta que cuida da casa dos donos deste shopping.

"A outra líder será negra, mas o papel por enquanto não foi escalado", diz o autor. "Seria a Taís Araújo , mas ela engravidou, então estamos fazendo testes", completou. A segunda protagonista trabalha em um salão de beleza afro ao lado de um travesti, vivido por Luis Salém .

Cláudia Jimenez também está na história. "Ela vai ter a Tenda da Mãe Iara: 'trago a pessoa amada em três dias, mas se ela não vir, o problema não é meu'", brinca o autor. Segundo ele, a personagem vai se envolver com homens mais jovens: "Agora a Cláudia está nessa fase de devorar os bofes. Os homens saem correndo dela no Projac", disse Miguel.

Miguel Falabella durante a coletiva da peça
Claudio Augusto
Miguel Falabella durante a coletiva da peça "Mais Respeito Que Eu Sou Sua Mãe", com Cláudia Jimenez

"Mais Respeito Que Sou Tua Mãe"

Após seis meses de temporada carioca, a peça entra em cartaz a partir desta sexta (18), no Teatro Procópio Ferreira, em Sâo Paulo. A trama gira em torno da mãe, Cláudia Jimenez, de uma família disfuncional.

"Conheci o texto em Buenos Aires enquanto andava com meus sobrinhos para comprar chuteiras. Vi a fila em frente ao teatro e fiquei assustado", explicou Miguel durante coletiva. Depois disso, foi ele mesmo quem traduziu e adaptou a trama para a realidade brasileira.

Segundo Miguel, era de sua vontade fazer o papel da mãe, travestido, como na montagem original da Argentina. "Mas é muito mais a Cláudia do que eu. Ela é uma aula de como fazer comédia, de como andar, de como respirar. Não tem segredo: somos amigos e parceiros há muitos anos", explicou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.