Apresentador esteve no SPFW para assistir ao desfile de sua marca, a V.ROM. Leia bate-papo exclusivo com Mion

Marcos Mion
André Giorgi
Marcos Mion
iG: Quais são as novidades do programa?
Marcos Mion: A gente quer manter do jeito que acabou ano passado, já está muito mais do que bom. O grande desafio agora é manter tudo que a gente conquistou o ano passado, o desafio é esse. A gente acabou o ano passado com tanta audiência, reconhecimento e tudo mais. Só manter e trabalhar pra isso.

iG: O João Gordo terá uma participação maior?
Marcos Mion: O Gordo sempre foi uma aposta minha, em todos os Legendários, ele tem peso igual no meu ver. Mas o Gordo é uma figura muito carismática, o público pede muita coisa dele. A diferença é que ele vai para o palco agora, então as pessoas vão ver ele mais.

iG: Quem você gostaria que integrasse o time do Legendários?
Marcos Mion: Quem eu gostaria que fosse um Legendário? O Sílvio Santos, se ele não estiver fazendo nada, se ele quiser vestir um desfile preto e laranja, ia ser uma boa.

iG: E como anda aquele projeto de comprar a MTV?
Marcos Mion: Está faltando um pouco de dinheiro ainda, viu, mas se a gente quer chegar ao topo da montanha, a gente tem que olhar pra cima dela. É um sonho, um sonho de consumo comprar uma porcentagem da MTV, eu ia adorar, ia ser o máximo! Quem sabe um dia? Tem muitos anos pela frente, estou começando.

iG: Você é pai, está mais maduro, mas mantém uma postura teen. Como vê isso?
Marcos Mion: Eu trabalho com o público jovem, então uma coisa é o meu trabalho, outra coisa sou eu em casa. Tenho muitas responsabilidades como marido, como pai, sou pai de trê crianças. Então, imagina, nem eu me aguentaria se eu fosse 100% do tempo na minha vida como eu sou na televisão. Ninguém me agüentaria! Com certeza não estaria casado! Cada lugar tem a sua função, pra mim é um prazer enorme com irreverência, humor e entretenimento. Às vezes uma persona mais divertida é necessária.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.