Vivendo sua primeira protagonista em "Cordel Encantado", a atriz abriu o jogo sobre a carreira e preconceito

Lucy Ramos
TV Globo/Divulgação
Lucy Ramos
Lucy Ramos , 28 anos, que tem encantado o público com a sua primeira protagonista, Maria Cesária, de “ Cordel Encantado ”, já é velha conhecida das telinhas: desde 2004 passeia por várias produções da Globo, mas pela primeira vez encara um dos papeis do núcleo central de uma trama. Talentosa, Lucy fez com que sua personagem conquistasse o coração do público, que se apaixonou pela quituteira encantada do Reino de Seráfia.

Siga o iG Gente no Twitter e receba as notícias das celebridades em tempo real

Lucy Ramos como Maria Cesária
TV Globo/Divulgação
Lucy Ramos como Maria Cesária
O papel, a princípio, não seria de Lucy, e sim de Taís Araújo , que se afastou da trama por conta da maternidade. Escolhida pelas autoras Duca Rachid e Thelma Guedes depois de uma série de testes com várias atrizes, Lucy diz sentir que o papel era para ser seu. "Em nenhum momento senti essa responsabilidade de substituir a Taís, não adianta ficar carregando esse peso...".

Desde sua primeira personagem na Globo, uma uma empregada doméstica em “Começar de Novo”, de 2004, até sua primeira protagonista, mais de sete anos se passaram. Vivendo o primeiro auge de sua carreira, Lucy revela que ela nunca sentiu preconceito, mas não descarta que ele exista nos bastidores.

“Eu nunca passei por nada nesse sentido. Em 'Sinhá Moça' por exemplo, que a minha personagem (Adelaide) iria se casar com um branco, não sabia se o pai iria aceitar, se o bebê iria nascer branco, o público torcia para que minha personagem desse certo. Agora com a Maria Cesária, que ela pode ficar com o rei, se tornar uma rainha, o público tem aceitado isso muito bem também”.

Apesar e se sentir sempre bem-recebida pelo público, Lucy diz que a situação muda um pouco nos bastidores das produções, dentro das próprias emissoras.

“A gente sabe que ainda existe um pouco de preconceito sim, e tem poucos personagens direcionados aos negros, mas graças a Deus isso nunca chegou até mim. Acredito que até tem atores, mas faltam oportunidades. Às vezes o ator é excelente, mas depende de uma oportunidade para mostrar, ou ele nem é tão bom, mas quanto mais ele trabalha, mais experiência vão adquirindo e melhorando, mas precisam dessa oportunidade”, opina. “Mas isso não é uma coisa que me move, não fico pensando nisso, como existe isso também com gordo, ruivo, japonês ...".

Lucy em cena como Maria Cesária, beijando o Rei de Seráfia, Augusto, interpretado por Carmo Della Vecchia
Alex Carvalho/TV Globo
Lucy em cena como Maria Cesária, beijando o Rei de Seráfia, Augusto, interpretado por Carmo Della Vecchia

A SUBSTITUTA

“Para mim está sendo incrível e isso está sendo refletido muito para quem está vendo a novela. Fiquei afastada um tempo depois de "Paraíso", e esse retorno, essa volta, estou fazendo com muito amor. Eu tenho trabalhado com muito prazer, com amor, e está sendo muito gostoso”.

Lucy Ramos passou por dois testes antes de ser chamada para fazer parte da trama. Ela só soube quando conseguiu o papel que iria substituir Taís Araújo. Apesar do peso e da responsabilidade, Lucy conta que isso não a intimidou em momento algum.

“No início eu não sabia que era para substituir a Taís, quando soube fiquei feliz, porque só pensei que se o papel era dela, então seria um personagem ótimo. Fiquei muito feliz de terem me dado a personagem, fico encantada cada vez que leio o roteito, assim como li pela primeira vez. Às vezes saio chateada da cena, quando acho que poderia ter feito melhor do que fiz”, revela a atriz, que diz ser "bem detalhista".

SONHO DE PROTAGONISTA

Lucy Ramos e Carmo Dalla Vecchia
Divulgação/TV Globo
Lucy Ramos e Carmo Dalla Vecchia
O sonho da maioria dos atores normalmente é chegar um dia a ser protagonista, mas com Lucy não é bem por ai. Ela diz que independente de estar no segundo elenco ou no principal, o que mais sente falta é participar assiduamente das gravações.

“A diferença de fazer uma protagonista é que a gente grava mais e eu gosto muito mais de estar aqui sempre, receber o roteiro, ter essa rotina... Essa que é a diferença de quando você tem um personagem com menos participação na trama. Já fiz personagens que não tiveram uma participação grande na trama, então passei muito tempo sem encontrar várias pessoas do elenco. Com a Maria Cesária está sendo diferente. Me sinto realizada de gravar com todo mudo, de estar ali com todos”.

Já sobre o sucesso da novela, que tem encantado o público, Lucy responsabiliza o clima nos bastidores pelo o ótimo trabalho realizado nas cenas. “Todo mundo do elenco são queridos e parceiros, presentes em tudo, quando tem uma cena legal, todos vem comentar... Por isso é o resultado da novela, esse sucesso todo”. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.