Veterana atriz conversou com o iG Gente sobre sua entrada na série nesta quinta-feira (30): "Para mim está sendo muito agradável"

Laura Cardoso como Glória, em
TV Globo/Estevam Avellar
Laura Cardoso como Glória, em "A Grande Família"
"A Grande Família" vai ficar ainda maior a partir do epísódio que vai ao ar nesta quinta-feira (30). A veterana atriz Laura Cardoso entra na série para interpretar Glória, a mãe de Lineu ( Marco Nanini ), e sogra de Nenê ( Marieta Severo ).

Em conversa com o iG Gente , Laura comentou sobre o novo trabalho. "Para mim está sendo muito agradável. Conheço os colegas há muito tempo, são todos ótimos atores e o texto é excelente. Está sendo muito bom 'viajar' com eles", disse a atriz que completa 84 anos em setembro.

A personagem Glória é uma mãe um pouco fora dos padrões. Ex-cantora de gafieiras, adora beber cerveja e jogar sinuca, e é torcedora do Flamengo. Ela abandonou Lineu ainda pequeno, nas mãos do pai do garoto, e sumiu.

Nos dias atuais, Lineu precisa da assinatura da mãe para regularizar sua casa - ela é proprietária de parte do imóvel. Ao mesmo tempo, para se reaproximar do filho, Glória arrisca uma tática moderna: entra na internet e inicia um namoro virtual com seu neto, Tuco ( Lúcio Mauro Filho ). Tuco marca um encontro com ela, e descobre, ao vivo, que se trata de sua própria avó. Ela então confessa que fingiu ter outra identidade para conseguir notícias da família.

A princípio, a personagem fica no ar apenas em três episódios. "Já gravei o primeiro, estou acabando de gravar o segundo, e logo mais gravamos o terceiro", comentou Laura, no Rio, em meio às gravações da segunda aparição de Glória na série.

Mas não é impossível que Laura fique na série de vez. "Não tenho certeza se vai continuar, vamos ver", disse ela. Quando Glória entrar no ar, Laura não assistirá à estreia: estará embarcanco para a Europa. A atriz vai a um casamento de um parente e aproveita para descansar. Na volta, grava o terceiro episódio como a mãe de Lineu.

Marieta Severo e Laura Cardoso: Glória será a sogra de Dona Nenê
TV Globo/Estevam Avellar
Marieta Severo e Laura Cardoso: Glória será a sogra de Dona Nenê


Esta não é a primeira participação da atriz na série. Em 2007, ela interpretou Isaura, prima de Nenê, em uma aparição rápida. E falando em Isaura, a atriz também viveu outra personagem com esse mesmo nome - e também em uma série de humor familiar.

Foi em "Casa de Irene", antológica sitcom produzida pela Band entre 1982 e 1984. Era uma série humorística com a mesma verve da "Grande Família", mas ao estilo italiano. Irene ( Nair Bello ) era uma dona de pensão, na qual ia morar a portuguesa desbocada Dona Isaura (Laura).

"Ali era um pouco diferente", lembra a atriz. "Era a história de uma mulher que tinha uma pensão, sua família morava lá, mas não era propriamente a história de uma família, como agora". Naquele programa, Laura demonstrou toda sua veia cômica, que veio à tona também em outras ocasiões - como na novela "Salsa & Merengue" (1996), onde encarnou a hilária Ruth. Se depender do talento de Laura Cardoso, certamente Glória continuará no ar, em "A Grande Família".

Pais & Filhos

A veterana atriz posa com Lúcio Mauro Filho nos bastidores
TV Globo/Estevam Avellar
A veterana atriz posa com Lúcio Mauro Filho nos bastidores
Ao longo de 11 temporadas, no ar desde março de 2001, "A Grande Família" é hoje um dos programas mais sólidos da TV Globo. E para manter o projeto vivo, o que não faltaram foram participações especiais de atores e atrizes consagrados. E muitas vezes encarnando parentes dos personagens fixos.

Além de Laura Cardoso, também esteve por lá Betty Faria , interpretando Selminha, a sensual mãe de Agostinho ( Pedro Cardoso ). Selminha participou em dois episódios. E o pai de Agostinho foi interpretado por Francisco Cuoco , também em poucos episódios.

O ator Francisco Milani encarnou um parente: o Tio Juvenal, que era um problema constante. Milani entrou na série para cobrir a ausência do ator Rogério Cardoso - que vivia o Seu Flor, pai de Nenê. Rogério morreu em 2003. Milani, por sua vez, faleceu em 2005.

Camila Pitanga foi outra convidada que passou por lá. Ela interpretou Marina, filha bastarda de Seu Flor. Pedro Paulo Rangel encarnou Frank, um irmão picareta de Lineu. O filho de Frank, Frank Jr., foi interpretado pelo cantor Latino. Por fim, Lúcia Alves viveu Marlene, mãe da cabeleireira Marilda ( Andréa Beltrão ).

Monstros sagrados no humor da TV

A participação de Laura Cardoso no humor escrachado de "A Grande Família" vem coroar a tradição de muitos atores consagrados e respeitados que cedem à comédia - gênero injustamente considerado menor - na TV.

Durante as décadas de 1950, 1960 e 1970, a televisão costumava convidar os chamados "monstros sagrados" do teatro brasileiro para atuar no vídeo - mas nunca fazendo humor. Tais atores eram "poupados" de fazerem comédia. Essa postura mudou a partir da década de 1980, mais exatamente com a novela "Guerra dos Sexos" (1983).

Ali, os maiores monstros do Brasil apareciam se entregando a um pastelão descontrolado. Paulo Autran e Fernanda Montenegro viviam os primos Charlô e Otávio, que disputavam uma herança familiar. O autor Sílvio de Abreu fez o que parecia impossível: colocou a dupla em cenas totalmente escrachadas - como a famosa guerra de comida no café da manhã.

Fernanda Montenegro e Paulo Autran em
Reprodução
Fernanda Montenegro e Paulo Autran em "Guerra dos Sexos"


A partir dali, a comédia estava "liberada" para os grandes atores. Paulo Autran voltaria a se entregar ao pastelão em outra novela de Sílvio: "Sassaricando" (1987), e Fernanda Montenegro atuou em "Cambalacho" (1986), também de Sílvio.

O humorístico "TV Pirata" (1988) abriu mais esse filão. Um time de atores que vinha do teatro experimental, do besteirol carioca e da própria TV estrelava o irreverente programa - Claudia Raia , Cristina Pereira, Débora Bloch, Louise Cardoso e Regina Casé no elenco feminino; e Diogo Vilela, Luiz Fernando Guimarães, Guilherme Karan, Ney Latorraca e Marco Nanini no masculino.

Marco Nanini ficou no programa por apenas uma temporada. Mas nunca abandonou o humor. Ele vinha do sucesso de seu personagem Montenegro na novela "Brega & Chique" (1987), e do furacão "O Mistério de Irma Vap" (1988), no teatro. Depois da "TV Pirata", ele atuou em episódios da "Comédia da Vida Privada" (1995), até chegar à "Grande Família".

Nanini e Marieta Severo, atores de carreira respeitada na TV, teatro e cinema, continuam à frente do humor televisivo de "A Grande Família". Mas sem deixar o palco de lado: os dois atuaram juntos no espetáculo "Os Solitários", em 2002, e "Quem tem Medo de Virgina Wolf?", em 2000.

Marieta Severo e Marco Nanini: há dez anos como Nenê e Lineu em
Blenda Gomes/TV Globo
Marieta Severo e Marco Nanini: há dez anos como Nenê e Lineu em "A Grande Família"

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.