Artista vence mais uma etapa contra emissora: cantor quer direitos sob o programa "Se Ela Dança, Eu Danço"

Mc Leozinho X SBT: cantor quer R$ 5 milhões por programa a ser exibido
Divulgação
Mc Leozinho X SBT: cantor quer R$ 5 milhões por programa a ser exibido
Na semana em que será exibida a grande final da primeira temporada do "Se Ela Dança, Eu Danço", do SBT, MC Leozinho parece ter avançado mais uma etapa no processo que move contra a emissora desde o final de 2011 .

Siga o iG Gente no Twitter

Nessa segunda-feira (9), o juiz Gustavo Guintanilha , da 15ª Vara Civil, do Rio de Janeiro determinou o bloqueio de de R$1,5 mi na conta bancária do SBT, e aumentou a multa de R$500 mil para R$5 milhões por programa exibido, pelo fato do SBT ter descumprido a decisão judicial de tirar do ar a expressão "Se ela danço, eu danço”, que segundo os advogados, foi criado por Leozinho. As informações são da assessoria de imprensa do artista.

ENTENDA MAIS SOBRE O CASO AQUI

A primeira liminar da Justiça, probindo do SBT de utilizar a expressão, deveria ter sido cumprida até o dia 11 de dezembro. Com a negativa, culminou na decisão do pagamento de multa de R$500 mil para cada programa exibido.

A partir daí, a atração começou a fazer brincadeiras sobre o que estava acontecendo nos bastidores da emissora. Todas as vezes que os jurados ou apresentadores falam a expressão, um "piiii" substitui suas vozes. Nesta semana, a chamada para a grande final tem a jurada Lola Melnick falando palavrões censurados pelo "piiii".

Além disso, o SBT continua com a marca “Se Ela Dança Eu Danço” no palco e na bancada dos jurados e na sala de ensaios, e apenas inverteu a marca na chamada da atração, o que não impede o entedimento das palavras.

A assessoria da emissora afirma que já entrou com todos recursos possíveis na Justiça e "não tem nada a declarar", já que o processo ainda está em andamento.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.