"A Iara é a cereja do bolo na relação do Maicon com a Babi", brinca a atriz, sobre a sua personagem na novela

Uma das histórias que está agitando a reta final de "Malhação", cuja temporada termina neste mês, é o futuro de Babi ( Maria Pinna ) e Maicon ( Marcello Melo Junior ). Desde que entrou na novela, Iara ( Jacqueline Dalabona ) tenta atrapalhar o namoro do casal, por eles serem de classes sociais diferentes. "Iara é a cereja do bolo que faltava na história do Maicon e da Babi. Ela está certa de que ele quer dar o golpe do baú", resume a atriz.

Siga o iG Gente no Twitter e receba as notícias das celebridades em tempo real

Babi e Maicon, Iara e Milton: a mãe terá que entregar o bebê ao pai e à madrasta
Divulgação/TV Globo
Babi e Maicon, Iara e Milton: a mãe terá que entregar o bebê ao pai e à madrasta

Próximos capítulos: Saiba o que vai acontecer nesta semana em "Malhação"

No capítulo que foi exibido nesta segunda-feira (8), Milton ( Henrique Schafer ), pai da Babi, e Iara, madrasta da moça, foram à polícia para tentar a guarda do bebê de Maicon e Babi. Segundo ela, o problema da Iara vai além da implicância com o goleiro, que ela considera um oportunista. "A Iara vinha tentando engravidar há um certo tempo, fez tratamento e não conseguiu ter um filho homem, que era o sonho da vida do Milton", continua ela. Então o plano seria levar com ela o neto do marido, para mostrar que pode ser uma boa mãe.

Apesar de tentar justificar a postura da personagem, Jacqueline não aceita a decisão. "Não há nada que substitua o amor de mãe. Mas a Iara tem convicções fortíssimas e não mede esforços para conseguir o que ela quer. Ela vai passar um rolo compressor por cima de quem estiver na frente", completou.

Mãe de uma menina de cinco anos, Jacqueline costuma levar a filha às gravações e acredita que ela possa seguir a mesma carreira. Quando ela assistiu à novela, no entanto, levou um susto. "Precisei explicar para ela que aquilo era ficção. Minha filha não aguentou e pediu para eu deixar o Maicon em paz", divertiu-se.

Luiz Bacelli, Thayla Ayala e Jacqueline Dalabona em cena de
Rafael França/TV Globo
Luiz Bacelli, Thayla Ayala e Jacqueline Dalabona em cena de "Caminho das Índias", em 2009
O comportamento da personagem influencia até na abordagem dos fãs. "Um dia desses a mãe de uma criança me encontrou na rua e me perguntou: 'Dá licença, posso tirar uma foto com a senhora?' Eu respondi que ali estava a Jacqueline e não a Iara. A soberba da Iara é tão forte que as pessoas pensam que se chegarem perto é capaz da Iara mandar prender", contou ela, aos risos.

O papel na novela teen é parecido com o da atriz em "Caminho das Índias" (2009). "Você fica marcada com essa coisa do mulherão com cara de sofisticada, então é muito difícil. Sei que eu tenho versatilidade para fazer várias outras coisas, mas em um primeiro momento o que vende é o que está mais ali diante dos olhos", justificou ela, que também tem experiência no teatro.

"Adoro comédia e quero retomar isso, o humor faz parte da minha vida. Com o tempo fui sendo conduzida por uma outra estrada, a da mãe, da mulher chique e elegante. Mas se Deus quiser até o ano que vem a gente consegue colocar um projeto em prática. É uma peça com humor mais ácido", adiantou ela, que também sonha com o cinema.

"Todos os atores que fazem cinema se apaixonam de uma maneira tão definitiva que eu gostaria demais de experimentar. Não tenho nada em vista, mas nenhuma porta pode ser fechada. Vamos ver o que vai acontecer... Na verdade, eu gosto demais de contar história, e esta pode ser contada pela Jacqueline atriz, apresentadora, tanto faz. O ideal é apresentar fatos que podem ser discutidos na sociedade", concluiu.

Jacqueline Dalabona, em foto recente
Marcio Scavone
Jacqueline Dalabona, em foto recente

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.