Jornalista que vai deixar o "Jornal Nacional" diz em entrevista que participou de clipe da banda "Barão Vermelho", em 1983

Fátima Bernardes em entrevista ao programa
Reprodução
Fátima Bernardes em entrevista ao programa "Estúdio i"
Depois do anúncio de sua saída do "Jornal Nacional" após 14 anos, Fátima Bernardes tem chamado a atenção. Convidada do programa "Estúdio i", da Globo News, desta segunda-feira (5), a jornalista, conversou com a apresentadora Maria Beltrão . Em um bate-papo descontraído, falou sobre os momentos mais importantes de sua carreira e até deu risada dos rumores de que estaria se separando de William Bonner .

Siga o iG Gente no Twitter e receba as notícias das celebridades em tempo real

LEIA TAMBÉM: Relembre a trajetória de Fátima Bernardes

VOTE: Patrícia Poeta no Jornal Nacional: O que você achou da mudança?

Confira alguns trechos da conversa com Fátima Bernardes.

A ESCOLHA DA CARREIRA

"Eu sempre gostei de ler e de escrever. Era também muito curiosa. Na época de me decidir, naquele momento em que você tem que excluir o que não interessa e ver as possibilidades, o sobrou foi a área de humanas, de jornalismo. Achei que era esse o caminho, foi uma escolha natural e depois acabei me apaixonando."

CLIPE DO BARÃO VERMELHO

Quem vê Fátima Bernardes apresentar o telejornal mais assistido do país todos os dias, não imagina que ela já foi a musa de uma banda de rock. A jornalista lembrou de quando participou do clipe do primeiro sucesso da banda "Barão Vermelho", em 1983. "Fiz uma participação no clipe de 'Pro Dia Nascer Feliz'. Quando estava começando, desfilei também para a (escola de samba) União da Ilha. Fui lá, me apresentei, voltei pra redação, tomei um banho e escrevi sobre o desfile."

A SAÍDA DO JORNAL NACIONAL

Fátima disse que sempre quis ter um programa, mas que a ideia que ela resolveu levar adiante surgiu apenas há alguns anos. Animada com o projeto, que despertou o interesse da Rede Globo, ela teve que tomar uma decisão. "Para me dedicar a esse projeto, eu precisava sair do 'JN'. Primeiro amadureci a ideia e, agora, chegamos ao momento certo."

A RELAÇÃO COM WILLIAM BONNER

Sobre os rumores de que ela estaria se separando de William Bonner, seu marido e parceiro na bancada do "Jornal Nacional", Fátima não fez comentários e deu risada. "Foram 14 anos trabalhando juntos. Ele me deu muitas oportunidades, é um chefe muito generoso, que sabe ouvir. Aprendi muito com o William.
Nós formamos uma dupla profissional afinada, que funciona muito bem. As pessoas nunca viram a gente
brigando ou de cara feia, porque ali é profissional. Mas é óbvio que já tivemos nossas brigas."

A SUBSTITUTA

"Achei o cabelo da Patrícia (Poeta) lindo. Ela vai se sair muito bem, tem uma trajetória muito bacana, de evolução a cada ano, acho que vai ser ótimo."

OPRAH WINFREY BRASILEIRA

Perguntada sobre as notícias de que a Globo teria a intenção de transformá-la na versão brasileira de Oprah Winfrey - a maior comunicadora dos Estados Unidos , Fátima foi enfática: "Isso não existe, é imaginação. Eu sabia que a minha saída iria repercutir, mas não dessa forma. Fiquei surpresa. Estou tendo uma oportunidade graças ao meu trabalho no 'Jornal Nacional'. Agradeço às pessoas que me assistiram por todos esses anos, que gostam do meu trabalho, acreditam no que eu faço e estão me dando essa oportunidade".

NOVATA NO TWITTER ?

Questionada sobre os pedidos constantes dos telespectadores para que ela abra uma conta no Twitter, a jornalista prometeu que irá criar uma conta na rede social. "As pessoas me cobram sempre. Devo entrar no Twitter logo quando o programa estrear".

O FUTURO PROFISSIONAL

Fátima disse que o programa não será jornalístico, mas não revelou mais detalhes. "Estamos trabalhando com um grupo de peso. Com o Guel Arraes , Ana Paula Brasil , Geneton Moraes Neto . As reuniões acontecem na minha casa e o trabalho está fluindo muito bem".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.