Em "Avenida Brasil", Débora Falabella encarna garota que deseja se vingar da madastra; relembre outras mulheres que deram o troco

Débora Falabella como a vingativa Nina de
TV Globo
Débora Falabella como a vingativa Nina de "Avenida Brasil"


A espinha dorsal da nova novela das 21h na Globo, " Avenida Brasil ", é a personagem Nina ( Débora Falabella ). Quando criança, ainda com o nome de Rita, a garota foi abandonada em um lixão, por obra da maldade de sua madastra Carminha ( Adriana Esteves ). Adotada por um casal de chilenos, Nina cresce e se torna chef de cozinha. E volta ao Brasil, adulta, para se vingar da ex-madastra.

VEJA: Quem é quem em Avenida Brasil

A trama lembra várias histórias clássicas da literatura mundial e do cinema. Mas o fato é que diversas novelas da TV costumam recorrer ao tema da vingança, muitas vezes arquitetada por fortes personagens femininas.

Relembre a seguir outras mulheres que queriam vingança nas novelas

Norma (Glória Pires), a vingativa apaixonada de
TV Globo
Norma (Glória Pires), a vingativa apaixonada de "Insensato Coração"

Norma (Glória Pires) em "Insensato Coração" (2010)
Trapaceada por Léo ( Gabriel Braga Nunes ), a simples enfermeira Norma foi condenada por um crime que ele cometera e passou anos na prisão. Ao sair, se casou com o milionário Teodoro ( Tarcísio Meira ) e surgiu com visual chique. Com a morte de Teodoro, Norma tornou-se uma fria e poderosa milionária, que planejou a grande vingança contra Léo. Conseguiu sequestrar o rapaz e fazer dele seu escravo, mas terminou de forma amarga: assassinada por Vanda ( Natália do Valle ), mãe de Léo.

Leia também: Elas eram sem graça e se transformaram em deusas nas novelas

Júlia Matos (Sônia Braga) em
Reprodução
Júlia Matos (Sônia Braga) em "Dancin' Days": vingança após o presídio

Júlia Matos (Sônia Braga) em "Dancin' Days" (1978)
Mais uma ex-presidiária que se uniu a um milionário: a famosa Júlia Matos ( Sônia Braga ). Ao sair da cadeia após 11 anos, Júlia é desprezada e humilhada pela sociedade carioca, principalmente por sua irmã Yolanda ( Joana Fomm ) e sua filha Marisa ( Gloria Pires ). Decidida a virar a mesa e se vingar da irmã e da filha, Júlia fica noiva do milionário panaca Ubirajara ( Ary Fontoura ), viaja para a Europa e retorna transformada em pantera das discotecas. Sua presença passa a incomodar, mas ao final a vingança vira perdão e Júlia se reconcilia com todos.

Leia também: Mulheres que matam: as assassinas das novelas

Ana Francisca (Mariana Ximenes) em
TV Globo
Ana Francisca (Mariana Ximenes) em "Chocolate com Pimenta", no ar no "Vale a Pena Ver de Novo"

Ana Francisca (Mariana Ximenes), em "Chocolate com Pimenta" (2003)
A simplória moça era considerada o patinho feio da cidade de Ventura, de óculos, roupas caipiras e cabelos presos. Até seu interesse amoroso, Danilo ( Murilo Benício ), acabou descartando-a. Ana recebe então o carinho do milionário Ludovico (novamente Ary Fontoura ), que lhe propõe casamento apenas para ajudá-la. Algum tempo depois, Ludovico morre e ela retorna poderosa e dona da fábrica de chocolates de Ventura, dominando assim os moradores da cidade. E assim prepara sua vingança contra todos.

Tieta (Betty Faria) e Osnar (José Mayer) na novela de 1989 baseada em livro de Jorge Amado
Reprodução
Tieta (Betty Faria) e Osnar (José Mayer) na novela de 1989 baseada em livro de Jorge Amado

Tieta (Betty Faria) em "Tieta" (1989)
Mas nem todas apelaram para um milionário. Tieta do Agreste diversificou: se apoiou em vários homens. A jovem pastora de cabras ( Cláudia Ohana nesta fase) foi expulsa de casa e da cidade pelo próprio pai, que a flagrou nos braços de um homem. Na cidade grande, Tieta fez fortuna como dona de bordel e retornou adulta ( Betty Faria ) para jogar o dinheiro na cara dos parentes - incluindo o pai e a interesseira irmã Perpétua ( Joana Fomm ).

Cláudia (Malu Mader) e Fernando (José Mayer) em
Reprodução
Cláudia (Malu Mader) e Fernando (José Mayer) em "Fera Radical"

Cláudia (Malu Mader) em "Fera Radical" (1988)
Na infância, Cláudia assistiu à chacina de sua família. A casa foi incendiada, matando seus pais e irmãos. Adulta, Cláudia retorna à cidade de Rio Novo decidida a se infiltrar nas fazendas da região e se vingar dos culpados pelo massacre. Vai descobrir que a grande vilã é Joana Flores ( Yara Amaral ). Mas a cruel mulher é mãe de Fernando ( José Mayer ) e Heitor ( Thales Pan Chacon ), ambos apaixonados por Cláudia.

Maria Paula (Marjorie Estiano), a ingênua enganada em
TV Globo
Maria Paula (Marjorie Estiano), a ingênua enganada em "Duas Caras"

Maria Paula (Marjorie Estiano) em "Duas Caras" (2007)
A ingênua Maria Paula foi enganada por Adalberto ( Dalton Vigh ), que roubou toda a herança deixada pelos pais da garota. Ele some no mundo, faz uma plástica e se transforma em Ferraço. Mas Maria Paula, grávida do pilantra, resolve procurá-lo. Refaz sua vida e planeja o dia em que vai reencontrá-lo para se vingar. No final, mais uma vez, o amor vence a vingança: Maria Paula e Ferraço ficam juntos, provando que, ao menos nas novelas, o público continua querendo o velho e bom final feliz.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.