Apresentadora fica cerca de 10 horas por dia em aeroporto para gravar novo programa do GNT

São 10 horas por dia de gravação, dentro de um aeroporto. Mas, a cada diária, é possível tirar apenas um episódio. Para formar uma temporada inteira, com 13 programas, Astrid Fontenelle tem se dedicado muito ao seu novo programa “Chegadas e Partidas”. Com o fim do “Happy Hour” no GNT, esse é o projeto que a apresentadora está envolvida desde a última quarta-feira, um dia depois de chegar da Bahia, onde passou as férias. “É bem puxado, cansativo. Tem o cansaço físico, de ficar em pé o tempo todo, e o cansaço emocional...essa coisa de se envolver com as histórias”, contou Astrid, enquanto visitava o São Paulo Fashion Week - Inverno 2011, na Bienal do Ibirapuera.

Astrid Fontenelle: gravações no aeroporto para novo programa
Claudio Augusto
Astrid Fontenelle: gravações no aeroporto para novo programa

Astrid conta que, muitas vezes, se aproxima de pessoas que estão sofrendo e chorando, e acaba levando a história para casa. “Ontem mesmo eu estava no hotel, já era onze da noite e eu estava pensando em uma garota de 16 anos com um filho no colo e esperando o marido que é peruano e não conseguiu voltar ao Brasil. Você se depara com esse drama e quando vê, já está chorando junto”.

A abordagem de cada personagem que vai participar do programa depende do olhar da apresentadora e da produção. Ela conta que o que a faz se aproximar da pessoa pode ser um sinal sutil. “Pode ser uma mão tensa, um olhar. Mas também pode ser uma buquê de flores enorme, uma pessoa chorando”.

Férias

Entre o fim do “Happy Hour” e o início das gravações de “Chegadas e Partidas”, Astrid Fontenelle conseguiu descansar um pouco. Ficou na Bahia desde o Natal. E foi lá que seu filho, Gabriel , de dois anos e meio, ficou enquanto ela voltou ao batente. “Ele adora as músicas baianas. Sabe todo o DVD da Daniela Mercury. Canta todas as letras”, contou a mamãe, toda orgulhosa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.