Record estreia "Vidas em Jogo", com personagens disputando prêmio da loteria; confira as novelas que traziam corridas do ouro

Thaís Fersoza, Guilherme Berenguer e Betty Lago: na disputa de
TV Record
Thaís Fersoza, Guilherme Berenguer e Betty Lago: na disputa de "Vidas em Jogo"



Estreou na Record nesta terça-feira (03), às 22h15, a novela " Vidas em Jogo ". Escrita por Cristianne Fridmann , tem como espinha dorsal da trama a disputa por um prêmio da loteria. Faz anos que dez amigos apostam juntos na loteria. O grupo é conhecido como "bolão da amizade". Até que um deles acerta na loteria. O prêmio é de R$200 milhões, a ser dividido entre os dez apostadores.

Mas uma espécie de "gincana" se estabelece. Cada ganhador receberá R$10 milhões inicialmente. O restante, só ganharão se cumprirem um pacto anterior: cada um deve realizar uma meta social no prazo de um ano. Quem conseguir, terá direito à divisão do restante do prêmio, guardado em uma poupança. Começa então a disputa entre os antigos amigos.

Essa não é a primeira vez em que personagens de novela correm atrás de algo valioso - dinheiro, joias, fortunas, heranças. Recentemente, " Beleza Pura " (2008) criou uma disputa desse tipo: a certa altura da história, o foco tornou-se um conjunto de diamantes, que diversos personagens passaram a cobiçar.

Gustavo Leão e os cobiçados diamantes de
TV Globo
Gustavo Leão e os cobiçados diamantes de "Beleza Pura"


Existia um mapa com a localização dos diamantes, mas Olavo ( Reginaldo Faria ), o único que sabia onde estava o mapa, sofre uma amnésia e não consegue ajudar. A partir dali, os diamantes vão passando de mão em mão, caem no mar, desaparecem, entre milhares de reviravoltas.

Comédia Pastelão

Essa sequência de " Beleza Pura " não chega a ser surpreendente, quando se sabe que o novelista Sílvio de Abreu fazia a supervisão de texto da novela. Afinal, Sílvio foi o grande mestre desse estilo na TV. Em suas primeiras novelas na TV Globo, Sílvio criou pérolas para o horário das 19h. Em muitas delas, a perseguição coletiva por uma fortuna apareceu, manobrando as tramas para o extremo da comédia pastelão.

Glória Menezes e Diogo Vilela em
Memória Globo
Glória Menezes e Diogo Vilela em "Guerra dos Sexos"
Em " Jogo da Vida " (exibida em 81/82 - qualquer semelhança com o título da novela que a Record estreia agora é mera coincidência), Sílvio criou o "embroglio" dos famosos cupidos. Eram sete estátuas de bronze representando os cupidos da mitologia. No interior de um desses cupidos, havia uma fortuna em dólares. A herdeira dessa fortuna era Jordana ( Glória Menezes ).

Mas muitos personagens queriam colocar as mãos no tal cupido, e assim desencadeou-se uma perseguição amalucada que dominou a metade final da novela. Algumas cenas tornaram-se antológicas - como Jordana e Loreta ( Rosamaria Murtinho ) penduradas em trapézios de um circo, tentando alcançar o cupido, que estava pendurado em outro trapézio.

Em " Guerra dos Sexos " (83/84), Sílvio repetiu a dose. Novamente Glória Menezes, desta vez no papel de Roberta Leone, precisava recuperar um enorme diamante que salvaria sua fábrica da falência. O núcleo principal da novela envolveu-se na perseguição ao diamante. O clímax foi gravado no Aeroporto de Congonhas, de onde a vilã Veruska ( Sônia Clara ) pretendia escapar com o diamante. Ela foge do Aeroporto e sobe ao heliponto de um edifício, na esperança de partir via helicóptero. Acuada pelos personagens, Veruska despenca para a morte, enquanto Roberta consegue agarrar o diamante.

Gianfrancesco Guarnieri e Fernanda Montenegro em
Memória Globo
Gianfrancesco Guarnieri e Fernanda Montenegro em "Cambalacho"
Finalmente, em " Cambalacho " (86), Sílvio inseriu a estratégia na reta final da novela. Naná ( Fernanda Montenegro ) queria encontrar uma corrente de ouro, escondida dentro de um ursinho de pelúcia. No último capítulo, os personagens vão ao Playcenter, onde perseguem o tal ursinho, que pula de mão em mão até, enfim, ser capturado por Naná.

Por trás de toda a genialidade de Sílvio de Abreu ao conduzir essas novelas, estava sua assumida devoção ao cinema de Hollywood. E foi lá que ele se inspirou: mais precisamente no filme " Deu a Louca no Mundo " (1963), onde a trama era exatamente essa - um grupo de tipos ensandecidos perseguindo uma fortuna milionária.


Pré-História


Renata Sorrah, Aracy Balabanian, Maria Luíza Castelli, Sandra Bréa e Célia Biar: as herdeiras de
Memória Globo
Renata Sorrah, Aracy Balabanian, Maria Luíza Castelli, Sandra Bréa e Célia Biar: as herdeiras de "A Corrida do Ouro"
Já nos anos 70, uma experiência semelhante havia sido tentada. A novela " A Corrida do Ouro " (74/75, escrita por Gilberto Braga e Lauro César Muniz ) contava a seguinte história: o velho Durval morre, deixando fortuna para cinco mulheres. Mas elas só teriam direito ao dinheiro se cumprissem os desejos excêntricos do milionário, explicados no testamento.

Apesar do roteiro interessante, a novela não alcançou sucesso de audiência. Vinte anos depois, uma trama parecida também fracassou: " O Mapa da Mina " (93), a última novela escrita por Cassiano Gabus Mendes . Como o nome já dizia, " O Mapa da Mina " falava de um tesouro escondido. Uma quadrilha roubou dez milhões de dólares em diamantes. Um integrante do bando esconde as joias. Para não esquecer o local do esconderijo, ele desenha uma tatuagem exatamente acima do bumbum de uma menina de dez anos, filha de sua vizinha. E tira um retrato da garotinha mostrando o desenho.

Oito anos depois, o assaltante morre, mas antes disso revela ao filho Rodrigo ( Cássio Gabus Mendes ) sobre o mapa. Rodrigo tem então de localizar a tal menina, hoje uma moça de dezoito anos, que está enclausurada em um convento, prestes a completar votos perpétuos.

Malu Mader em
Memória Globo
Malu Mader em "O Mapa da Mina"
Outros personagens também querem encontrar a freirinha, Elisa ( Carla Marins ), para ver a desejada tatuagem e assim localizar o tesouro. Entre eles uma família de mafiosos trapalhões, liderados por Zilda ( Nair Bello ), e que contava com a beleza sedutora de Vanda ( Malu Mader ).

Bilhetes de Loteria

Voltando aos bilhetes de loteria, outras novelas já abordaram o assunto. " De Quina pra Lua " (85/86) contava a história de um homem que acerta a quina da loto, mas morre na sequência. A família do morto descobre que o bilhete premiado foi enterrado junto com ele, no bolso de um casaco. Ao desenterrar o falecido, surpresa: ele está nu na sepultura. Começa a correria desesperada pelo cartão premiado.

" De Quina pra Lua " também não fez sucesso. Mas o tema continua em voga. Além de " Vidas em Jogo ", que a Record estreia agora, a TV Globo já tem data para abordar novamente o assunto: " Fina Estampa ", de Aguinaldo Silva , estreia em agosto, às 21h, contando a história de Griselda ( Lília Cabral ), uma mulher simples e batalhadora, que da noite para o dia muda de vida porque... ganhou na loteria.

Resta aguardar para ver qual dessas tramas (a da Record e a da Globo) vai acertar um prêmio mais difícil do que ganhar na loteria: conquistar o atual público da TV aberta. Boa sorte!

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.