No Dia das Crianças, relembre as babás eletrônicas que marcaram época

A garotinha Maísa tem nove anos de idade e é uma das principais estrelas do SBT. Diariamente, a menina comanda o “Bom Dia & Cia.”, e aos sábados ainda lidera o “Sábado Animado”. Ela é a última representante de um estilo que fez enorme sucesso nas décadas de 80 e 90, e que hoje parece condenado a desaparecer: as apresentadoras de programas infantis.

Xuxa à frente do
Reprodução
Xuxa à frente do "Clube da Criança", no ar entre 1983 e 1986 na TV Manchete

Naqueles tempos, as tais apresentadoras eram bem diferentes: mulheres adultas, comandavam programas de auditório repletos de crianças indóceis, e cultivavam uma imagem sensual, muitas vezes acusada de erotizada. Eram quase como irmãs ou primas mais velhas dos “baixinhos” – termo imortalizado pela maior representante do gênero: Xuxa.

Atualmente, a audiência infantil parece ter migrado da TV aberta para os canais a cabo – muitos deles dedicados exclusivamente ao filão, como Nickelodeon, Cartoon Network, Boomerang, Discovery Kids e TV Rá-Tim-Bum. Além disso, mudou também a postura das crianças: se há vinte anos elas se contentavam em obedecer aos comandos das apresentadoras, hoje os “baixinhos” são mais independentes e ativos, fugindo da atitude passiva de antigamente – reflexo da geração nascida após a internet.

Com isso, a TV aberta mantém poucas atrações infantis, e todas elas com um perfil diferente no comando. A “TV Globinho” foca no público adolescente, sendo apresentada por uma dupla dessa faixa etária: Letícia Navas e Emílio Eric – filho de Emílio Zurita , do “Pânico na TV”. No SBT, o próprio “Bom Dia & Cia.” conta também com dois âncoras jovens, além de Maísa: Priscilla Alcântara e Yudi Tamashiro . E a veterana Xuxa , no ar com o “TV Xuxa”, parece viver um momento de indefinição, perdida entre o nicho infantil e o público jovem.

Relembre a seguir as principais apresentadoras infantis que fizeram a era de ouro do gênero, marcando a infância de algumas gerações.

Xuxa no
Reprodução
Xuxa no "Xou da Xuxa", que ficou no ar entre 1986 e 1992 na Globo

Xuxa
Foi a pioneira. Depois de uma badalada carreira como modelo e manequim - com direito a ensaios nua, inclusive para a "Playboy" -, e algumas investidas como atriz – cujos pontos altos foram os filmes “Fuscão Preto” (1981) e “Amor Estranho Amor” (1982) –, Xuxa surgiu na TV Manchete em 1983 apresentando o “Clube da Criança”. O formato “apresentadora sensual liderando um grupo de crianças eufóricas” foi importado pela Globo, que contratou a apresentadora.

FOTOS: Todas as capas da Playboy – reveja as mulheres mais desejadas

O “Xou da Xuxa” estreou em junho de 1986, e ficaria seis anos e meio no ar, formando toda uma geração. Marcaram época as músicas da trilha sonora, os modelitos de Xuxa – que foram ficando cada vez mais decotados, transparentes e sensuais –, e as Paquitas – grupo formado por garotas que ajudavam Xuxa a controlar os pequenos; entre elas, a hoje atriz Letícia Spiller .

Xuxa e sua nave espacial que marcou época
Reprodução
Xuxa e sua nave espacial que marcou época


Vale lembrar ainda momentos inesquecíveis: Xuxa chegava ao programa em uma nave especial, e ia embora no mesmo veículo; os bordões da apresentadora viraram moda – além dos “baixinhos”, havia o “beijinho, beijinho, tchau, tchau”. Xuxa virou boneca de brinquedo, lançou moda com suas roupas, botas brancas e “chuquinhas” no cabelo, e tornou-se um ícone – coroada como a “Rainha dos Baixinhos”.
Com o fim do “Xou da Xuxa”, a apresentadora investiu em outros programas, mais ligados ao público jovem: “Xuxa Park” (1994), “Xuxa Hits” (1995) e “Planeta Xuxa” (1997) foram alguns deles. Em 2002, voltou ao filão infantil, com o “Xuxa no Mundo da Imaginação”, que ficou no ar até 2004, sem o impacto do “Xou da Xuxa”.

Mara: liderando o
Reprodução
Mara: liderando o "Show Maravilha" no SBT

Mara
Mara Maravilha foi descoberta por Sílvio Santos na TV Itapoan – afiliada do SBT –, na Bahia, onde já era apresentadora desde criança. Nos anos 80, ela foi contratada pelo próprio SBT e passou a aparecer em programas da casa. A partir de 1987, liderou o “Show Maravilha”, que concorria diretamente com o “Xou da Xuxa”, embora fosse exibido no final de tarde – o programa de Xuxa ia ao ar nas manhãs globais.
Mara tornou-se a principal concorrente de Xuxa, e seu império rivalizou fortemente com o da estrela global. Mara também virou boneca, lançou linhas de brinquedos e roupas, vendeu milhões de discos infantis – assim como a rival. E também cultivava uma imagem sensual, que explodiu na capa da revista “Playboy”, em fevereiro de 1990.

Veja tudo que iG Gente já falou sobre as estrelas da Playboy - com fotos!

Mara Maravilha no comando de seu programa, antes da fase gospel
Reprodução
Mara Maravilha no comando de seu programa, antes da fase gospel


Ao longo dos anos 90, Mara foi desaparecendo do cenário infantil. E acabou desaparecendo quase que totalmente, até que ressurgiu em nova roupagem: cantora gospel.
Atualmente ela é uma das maiores estrelas brasileiras do ramo, vendendo milhões de CDs e participando de shows e resgatando o público infantil – já lançou quatro volumes do CD “Mara Maravilha Para os Pequeninos”.

Angélica: estrela da TV Manchete, do SBT e da Globo
Reprodução
Angélica: estrela da TV Manchete, do SBT e da Globo

Angélica
Começou a carreira ainda criança, estrelando comerciais de TV. Aos 13 anos, passou a comandar o “Nave da Fantasia”, na TV Manchete, em 1987. No ano seguinte, tornou-se a grande aposta infantil da emissora: comandava o “Clube da Criança” – que estava desativado desde a saída de Xuxa – e o musical “Milk Shake”, nas tardes de sábado.
Angélica era considerada então a principal “herdeira” de Xuxa, já que competia com esta em praticamente todos os quesitos – incluindo o musical, onde Angélica estreou com o sucesso avassalador “Vou de Táxi”, de 1988.

Angélica no
Reprodução
Angélica no "Clube da Criança", em 1988


Nos anos 90, Angélica foi para o SBT, onde apresentou o “Casa da Angélica”, a partir de 1993. Já em 96, a apresentadora passou para a Globo, onde assumiu o posto antes ocupado por Xuxa – já que a veterana apresentadora investia, na época, no público jovem. Angélica comandou atrações como o “Angel Mix”, além de atuar como atriz em programas infantis – “Flora Encantada” (1999) e “Bambuluá” (2000).
Na década de 2000, a apresentadora optou pelo filão adulto e atualmente comanda duas atrações na Globo: “Estrelas” e o “Vídeo Game” – quadro do “Vídeo Show”. Assim, ela se libertou da antiga imagem infantil.
Entre o final dos anos 80 e início dos 90, o cenário era dominado pelo trio Xuxa-Mara-Angélica – na Globo, SBT e Manchete, as emissoras principais daquela fase. Angélica tinha ainda uma vantagem sobre Mara: era loira, assim como a Rainha dos Baixinhos.

Mariane: carreira meteórica no SBT
Reprodução
Mariane: carreira meteórica no SBT

Mariane
E por falar em loiras, esse era o tom de cabelo preferido das apresentadoras infantis – influenciadas, mais uma vez, pela pioneira Xuxa. O SBT, não contente com o sucesso de Mara, decidiu lançar uma apresentadora mais parecida com Xuxa: Mariane .
A loira Mariane estreou aos 16 anos, em 1989, no SBT, comandando o “Dó-Ré-Mi-Fá-Sol-Lá-Si com Mariane”, que em 1990 passou a levar apenas o nome da apresentadora. Ela ficou na emissora até 1991.
Em 94, reapareceu na Gazeta, onde liderava o “Tudo por Brinquedo”. Em 95, foi para a Record, com o “Tarde Criança com Mariane”. Em 96, sumiu.
Mariane voltou à mídia nos últimos anos, participando de alguns programas em diversas emissoras, e investindo na carreira de cantora adulta. Atualmente é contratada do SBT, mas não está no ar.

Andréa Veiga: a primeira Paquita da história
Reprodução
Andréa Veiga: a primeira Paquita da história

Andréa Veiga
Outra loira – ou quase ruiva – nascida no rastro de Xuxa, Andréa pode se orgulhar de ser também pioneira. Ela era a única ajudante de Xuxa nos tempos do “Clube da Criança”, na Manchete – e foi a primeira Paquita. Seguiu com a apresentadora para a Globo, mas deixou o “Xou da Xuxa” em 1988. Em setembro do mesmo ano, foi capa da revista “Playboy”. Na sequência, foi para a Record, onde apresentou o infantil “Pintando o Sete”, no ar até meados de 89.
Ela acabou voltando para a Globo, onde trabalhou com Xuxa novamente em inúmeras ocasiões, como no “Planeta Xuxa”, além de atuar em filmes protagonizados por Xuxa.
Em 2007 e 2008, atuou como repórter do “Mais Você”, na Globo, e atualmente está fora do vídeo.

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=gente%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1597268019818 &_c_=MiGComponente_C

Eliana
Em 1991, aos 17 anos, Eliana surgiu no SBT, com o infantil “Festolândia”, que durou até 1992. Em 93, estreava o “Bom Dia & Cia.”, que seria seu grande sucesso. Ali, consagrou-se como a apresentadora “dos dedinhos” – graças à canção que virou mania entre o público infantil.
O SBT investiu na nova loira, e ela comandou vários programas, como “Eliana & Cia.” (1993-1998) e “TV Animal” (1996). Em 98, ela foi para a Record, onde comandou novos infantis. Em 2004, a virada: Eliana decidiu migrar para o público adulto.
E está no filão até hoje. Depois de atrações adultas na Record, ela voltou para o SBT em 2009, onde segue no ar com o “Eliana”, nas tardes de domingo. Hoje Eliana é uma das maiores celebridades televisivas do Brasil.

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=gente%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1597268020481 &_c_=MiGComponente_C

Jackeline Petkovic
Jackeline estreou no SBT em 1997, aos 17 anos, como uma das garotas do vespertino “Fantasia”. No ano seguinte, foi escalada para substituir Eliana no “Bom Dia & Cia.”, já que a titular havia migrado para a Record.
Jackeline liderou o infantil durante cinco anos. A partir de 2006, com a estréia de “Insomnia”, na Rede TV!, a apresentadora também mudou de foco e passou a trabalhar em programas adultos.

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=gente%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1597268020610 &_c_=MiGComponente_C

Simony
Para finalizar, a precursora de Maísa. Simony já estava no ramo infantil antes mesmo de Xuxa. Aos seis anos de idade, em 1982, Simony estreou em disco, com o lançamento do primeiro álbum da Turma do Balão Mágico. Em 83, a trupe – formada ainda pelos meninos Tob e Mik e – foi contratada pela Globo para comandar o infantil matinal “Balão Mágico”.
Com o sucesso, o programa ganhou reforços: o cantor mirim Jairzinho , o ator Castrinho e o boneco Fofão , além de Luciana , prima de Simony.
A fama de Simony era tanta que a Manchete decidiu competir com a Globo no terreno infantil – e assim nasceu o “Clube da Criança”, que estreou ainda em 83, comandado por... Xuxa.
O “Clube...” ia ao ar nas tardes da Manchete, enquanto o “Balão Mágico” reinava nas manhãs da Globo. Mas em junho de 86 Simony perdeu a batalha: a Globo contratou Xuxa e estreou o “Xou da Xuxa” no lugar do “Balão Mágico”.

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=gente%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1597268034331 &_c_=MiGComponente_C

A Manchete deu o troco e contratou Simony. A menina, então com dez anos, passou a apresentar ao lado da prima Luciana o “Nave da Fantasia” – que seria “herdado” por Angélica em 1987, quando Simony foi contratada pelo SBT.
Em 88, na emissora de Sílvio Santos, a cantora comandou o “Do-Ré-Mi-Fá-Sol-Lá-Simony”, depois “herdado” por Mariane. Na sequência, a apresentadora liderou o “Show da Simony” – seu último momento no ramo infantil.
Em 94, aos dezoito anos, Simony foi capa da revista “Playboy”, saltando de vez para o ramo adulto. De lá para cá, lançou discos, atuou em programas de TV e fez shows, mas acabou chamando mais atenção por sua vida pessoal.
A última notícia sobre Simony parece recontar toda sua história. Sua filha, Aysha Benelli , de oito anos, acaba de ser escolhida para integrar o elenco de “Carrossel”, remake produzido pelo SBT a partir do sucesso mexicano, e que estreia em 2012. A pequena Aysha seguirá os passos da mãe? Será uma nova Maísa ou uma futura Eliana? Resta aguardar.

Leia também: Herdeiros da TV - Desponta nova geração que segue vocação dos pais

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&BANCO=externo&_PAGENAME_=gente%2FMiGGaleria_C%2FMiG_GaleriaDeNoticia&_cid_=1597268061571&_c_=MiGGaleria_C

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.