No dia do aniversário de Ricardo Pereira, relembre outros astros lusitanos que atuaram nas novelas do Brasil

Ricardo Pereira chega aos 32 anos nesta quarta (14/09)
TV Globo
Ricardo Pereira chega aos 32 anos nesta quarta (14/09)


Nesta quarta-feira (14/09), Ricardo Pereira completa 32 anos de vida. O ator português já tem 10 anos de carreira na televisão - e 7 de experiência na TV brasileira.

Ricardo estreou no Brasil em "Como uma Onda" (2004), novela exibida pela Globo às 18h. Depois disso, atuou em outras produções brasileiras: "Pé na Jaca" (2006, 19h), "Negócio da China" (2008, 18h) e a mais recente, "Insensato Coração" (2011, 21h) - todas na Rede Globo. Também participou de episódios de "Toma Lá Dá Cá" (2009) e "A Vida Alheia" (2010), e da novela "Prova de Amor" (Record, 2005).

Com toda essa presença, o ator transformou-se no mais bem sucedido nativo de Portugal nas telinhas do Brasil. Ou pelo menos o mais duradouro. Desde os anos 70, atores lusitanos fazem aparições nas novelas brasileiras. Relembre a seguir os principais representantes da "terrinha".

Década de 70

Tony Correia: o galã português que conquistou o Brasil nos anos 70
Reprodução
Tony Correia: o galã português que conquistou o Brasil nos anos 70
A novela "O Casarão" (Globo, 1976, 20h), trazia no elenco uma dupla portuguesa: Laura Soveral e Tony Correia . Laura faria ainda "Duas Vidas" (Globo, 1976, 20h), a novela que sucedeu "O Casarão", e depois não apareceu mais na TV brasileira.

Já Tony Correia alcançou sucesso notável. Depois de "O Casarão", ele fez sucesso como o português Machadinho na novela "Locomotivas" (1977, Globo, 19h). Virou um galã conhecido, cujo charme rendeu a ele convites para apresentar eventos e bailes de debutantes.

Em 78, atuou na novela "Aritana" (TV Tupi, 20h), e em 81 estrelou e produziu o filme "Os Campeões", ao lado de Armando Bógus e Monique Lafond . Ainda nos anos 80, ele voltou para Portugal, e não conseguiu emplacar carreira na TV portuguesa.

Décadas depois, ele voltou ao Brasil e fez pontas em "Sabor da Paixão" (2002), "Celebridade" (2003), "Um Só Coração" (2004) e "Belíssima" (2005) - todas na Globo. Também atuou em "Roda da Vida" (2001), na Record. Mas a principal atividade de Tony, hoje, é como palestrante em empresas.


Português no ar

Atualmente, uma nova versão de Tony Correia está no ar na Globo. Trata-se de Paulo Rocha , que interpreta Guaracy em "Fina Estampa" , a novela das 21h da emissora. Apaixonado pela protagonista Griselda ( Lília Cabral ), Guaracy tenta conquistar a durona mulher.

Dez Motivos para Assistir "Fina Estampa"

Paulo Rocha tem características semelhantes ao Tony Correia dos anos 70: porte de galã, faz sucesso entre o público feminino, e interpreta marmanjos com toques cômicos. A diferença é que, ao contrário da trajetória de Tony, Paulo já é um astro da TV portuguesa, tendo atuado em diversas novelas por lá, como "Perfeito Coração" (2009) e "Ninguém Como Tu" (2005).

Paulo Rocha é Guaracy em
TV Globo
Paulo Rocha é Guaracy em "Fina Estampa"

Intercâmbio Brasil-Portugal

Uma tentativa de intercâmbio televisivo entre os dois países aconteceu em 1992, com a novela "Pedra Sobre Pedra". Era uma coprodução da Globo com a RTP portuguesa - esta, além de financiar 20% da novela, enviou dois atores portugueses para o elenco: Carlos Daniel e Suzana Borges .

O mesmo aconteceu em 2006, quando a Band e a RTP se uniram para produzir "Paixões Proibidas", que contava com vários astros portugueses, entre eles Pedro Lamares, Natália Luísa e São José Correia .

"Acho natural que haja esse intercâmbio, afinal Brasil e Portugal são pátrias irmãs", comenta Nilson Xavier, autor do "Almanaque da Telenovela Brasileira" e criador do site www.teledramaturgia.com.br. "E acho natural que seja mais do lado de cá do que do lado de lá, afinal, o Brasil produz mais novelas que Portugal".

Mas apesar dessa presença portuguesa nas novelas brasileiras, o fato é que esses atores acabam não fixando uma carreira estável por aqui. "Acho que esses atores não vingam porque não é toda novela que precisa de um ator português. E afinal, o país deles é lá, não aqui", opina Nilson Xavier.

Para o blogueiro português Hugo Costa , autor de um pioneiro site sobre Gilberto Braga , o obstáculo seria a própria língua. "Os portugueses têm um treino diário de assistir novela brasileira desde 1978, então é muito fácil para nós conseguirmos compreender não só o sotaque como as expressões idiomáticas, as gírias", diz Hugo. "Já para um brasileiro é muito mais complicado compreender o que um português fala. Nós fechamos vogais que vocês abrem, comemos muitas sílabas..."

No papel de Machadinho, Tony Correia fez par romântico com Lucélia Santos em
Reprodução
No papel de Machadinho, Tony Correia fez par romântico com Lucélia Santos em "Locomotivas" (1977)

Brasileiros nas novelas portuguesas

Mas engana-se quem pensa que apenas os astros lusitanos trabalharam nas novelas brasileiras. O contrário também aconteceu inúmeras vezes. Betty Faria protagonizou a novela "Verão Quente" (1993), Rubens de Falco atuou na minissérie "Os Maias" (79, não confundir com a série homônima produzida pela Globo em 2001), Flávio Galvão esteve em "Lusitana Paixão" (2003), e Oscar Magrini atuou em "Ganância" e "A Senhora das Águas" (ambas de 2001) - todas essas, produções portuguesas.

A atriz portuguesa Maria Vieira (direita), com Cláudia Jimenez em
TV Globo
A atriz portuguesa Maria Vieira (direita), com Cláudia Jimenez em "Negócio da China" (2008)

Núcleos lusitanos

Ultimamente, tem sido mais frequente a aparição de núcleos de personagens portugueses em novelas brasileiras. Um dos principais fãs dessa estratégia é Miguel Falabella . Em sua primeira trama como novelista, "Salsa e Merengue" (1996), Miguel contou com dois atores de Portugal: Marques D'Arede e Paulo Pires , que viveram pai e filho.

Em "Negócio da China", além de Ricardo Pereira, Falabella trabalhou com outros três atores portugueses: Joaquim Monchique, Maria Vieira e Carla Andrino .

E em sua próxima novela, "Aquele Beijo", prevista para estrear em outubro, Miguel Falabella mais uma vez terá astros portugueses: novamente Maria Vieira e Ricardo Pereira; que, aos 32 anos, estará então no ar ao mesmo tempo que Paulo Rocha - ambos disputando o posto de galã português do momento.

Ricardo Pereira em cena de
TV Globo
Ricardo Pereira em cena de "Insensato Coração", sua última aparição na Globo. Ele volta ao ar em breve com "Aquele Beijo", a próxima de Miguel Falabella

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.