Tímido, intérprete de Pepito, de "Alto Astral", ator conquistou fama com primeiro personagem na TV


Conrado Caputo é tímido, quem diria? Durante um papo rápido na reta final de "Alto Astral", o ator fala manso, pausadamente e pouco. Raramente ri, só de si mesmo quando fala da faculdade de arquitetura - "era péssimo" - ou tenta esconder a idade: "Tenho 37 anos, mas você vai botar isso aí. Vou dar uma idade diferente em cada entrevista (risos)", brinca.

O comportamento é bem diferente do espalhafatoso e hilariante Pepito, assistente de Samantha, personagem de Claudia Raia , em "Alto Astral", um dos mais importantes da trama das sete da Globo, que termina na sexta-feira (8).

Descoberto no teatro, ele nunca tinha atuado na televisão antes. Novela? É a primeira. Comédia? Nunca fez antes. "Não fiz teste para entrar na trama, não. O Daniel (Ortiz, autor da novela) assiste a muito teatro e via as peças da EAD (Escola de Artes Dramáticas), onde estudei. Aí, lembrou de mim na hora da escalação E nos conhecemos", lembra. "Ele é um cara que tem um olhar muito especial, o texto dele é surpreendente porque nunca tinha feito humor antes. As pessoas até se surpreendem".

Amizade com Claudia Raia

Uma grata surpresa para o ator foi a amizade com Claudia. "Espero que a gente continue sempre junto. Claro que cada um tem seus projetos, a gente estava até falando disso ontem, que rolou uma química e a gente é amigo mesmo. Quero estar sempre presente na vida dela, nos momentos importantes".


Auge da audiência

O entrosamento do elenco, aliás, é um dos motivos para o sucesso da novela, segundo Conrado. "A novela está no auge de audiência e esse sucesso acontece por um pouco porque tem um elenco com escalação acertada que tem tudo: violência, traição e até fantasma, mas é uma história leve. Agora, pra mim, o motivo está por trás das câmeras, não é papo de entrevista. O principal é a relação que a equipe tem, relação amigos parceiros. O bastidor é muito leve, divertido. A gente vai trabalhar sem achar ruim,
joga pingue-pongue junto, come junto. O elenco que está muito feliz de estar junto", analisa.

Sem contrato

Conrado, que mora em São Paulo, mudou-se temporariamente para o Rio de Janeiro para as gravações da novela. Agora, após gravar as últimas cenas de seu personagem, na terça-feira (5), ele volta à capital paulista, mas prefere não adiantar seu próximo projeto. "Meu contrato com a Globo é por obra e se encerra em maio. Quero voltar para São Paulo, encontrar meus amigos e minha família, que é do interior do Estado, de Ribeirão Preto". 

Solteiro e tranquilo

Sobre seu personagem virar série, uma vontade de Daniel Ortiz, Conrado afirma: "é um boato, não chegou nada até agora para mim, é apenas uma ideia que ele tem na cabeça". Na cabeça do autor e de muito telespectador, que acabou se apaixonando pelo persoangem. "O assédio de fãs é grande, as pessoas me param na rua, pedem fotos. Mas sei que daqui a pouco isso passa. O Pepito é muito engraçado e vejo que as pessoas se sentem à vontade para me abordar. Mas eu, pessoalmente, não sou tão interessante como o personagem, ele é mais legal", analisa ele, que ainda reflete sobre a vida amorosa: "Estou tranquilo, solteiro. Mesmo com a fama na TV, não notei nada de mudança nos interessados por mim, não. Nunca tive muito sucesso nesse sentido".

Tá acabando! @rodriguesnando @guilhermeleicam

Uma foto publicada por Conrado (@conradocaputo) em


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.