Novidades do "Jornal Nacional", embora atraentes, podem cansar o telespectador e sofrer alguns ajustes após a estreia

A Globo levou ao ar na noite de segunda-feira (27) o novo formato do "Jornal Nacional", bem mais dinâmico e interativo. A largura da bancada foi encurtada e suas novas medidas deixam William Bonner e Renata Vasconcellos quase colados lado a lado. Mas esse não é um problema, já que raramente eles estiveram sentados ao mesmo tempo durante a estreia.

Com o cenário mais amplo, os apresentadores se levantam da bancada e circulam com naturalidade toda vez que um correspondente é acionado ao vivo. Um telão de perspectivas reais dá a impressão de que Bonner e Renata estão no mesmo lugar que seus repórteres enquando conversam com eles "cara a cara".

Uma novidade é a previsão do tempo ao vivo direto da redação. Antes, as informações de meteorologia eram gravadas previamente e agora os âncoras podem questionar os dados quando quiserem.

O novo formato, sem dúvida, ficou mais atraente e conquista a atenção, mas é também arriscado. O excesso de caminhadas dos apresentadores até o telão, com senta e levanta contínuo na bancada, atrapalha a concentração de quem assiste. É inevitável reparar na postura, no figurino e até torcer para que nenhum deles tropece ou engasgue ao vivo.

O vai e vem das câmeras, que agora não são fixas e se movimentam a todo momento com cortes diversos de um lado para o outro também cansa e provocam até uma certa tontura. Mas tanto o andar de lá para cá, quanto as câmeras inquietas são facilmente contornados, basta diminuir a frequência.

As novidades conquistaram muitos elogios nas redes sociais. A maioria se manifestou a favor do formato menos formal e mais interativo. Mas o recorde de comentários foi sobre a saída de Renata e Bonner do estúdio ao final do jornal. Os dois deixaram o cenário caminhando e sorrindo enquanto o letreiro subia e muita gente brincou sobre o clima descontraído. "Podia acabar com o Bonner indo em direção a câmera igual o seu Boneco falando 'aí eu vou pra galera'", disse um.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.